Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Helena Ribeiro morreu

Zé LG, 23.04.24

2024042315510962.nb.pngHelena Maria da Cruz Ribeiro, de 54 anos, natural de Santa Clara de Louredo, morreu hoje, no Hospital de Beja. O funeral realiza-se amanhã, às 11:30, das Casas Mortuárias para o Cemitério de Beja.
A Helena Ribeiro era Técnica da Biblioteca de Beja e muito estimada por todos. Acabou por não resistir mais a tanto sofrimento...
Os meus sentidos pêsames a toda a família.

José Inácio Gonçalves morreu

Zé LG, 21.04.24

2024041918250586.nb.pngJosé Inácio Gonçalves, de 89 amos, natural de Alcaria Ruiva, morreu no Hospital de Beja, tendo-se o funeral realizado, ontem, para o Cemitério de Beja.
O Senhor Gonçalves, como era tratado, foi, durante décadas, um dos comerciantes mais conhecidos das Portas de Mértola, em Beja.
A toda a família apresento os meus sentidos pêsames.

Morreu o Senhor Joaquim, do Poço Faria

Zé LG, 02.04.24

2024032415075613.nb.pngJoaquim António Pinheiro Baião, de 90 anos, natural da Peroguarda, morreu, vítima de doença prolongada, tendo-se o funeral realizado para o Cemitério da Peroguarda, no dia 25 de Março. Só hoje tive conhecimento.
O Senhor Joaquim era um homem bom, simpático e que tratava todos de igual forma e sempre bem. Com a sua mulher, a Senhora Maria, uma cozinheira de mão-cheia, fez duma barraca no Poço Faria um local de referência da melhor gastronomia do Baixo Alentejo. Muitos foram os grupos que durante décadas usufruriram daquele espaço, onde eram sempre bem acolhidos e podiam degustar os melhores comeres baixo-alentejanos.
Obrigado Senhor Joaquim! Até sempre!
Ao filho Zé e restante famíla expresso os meus sentidos pêsames.

Até sempre José Luís Jones!

Zé LG, 05.03.24

431259767_936294838498710_7017484241587685502_n.jpgJosé Luís Matias Jones, de 65 anos, morreu no dia 3, vítima de doença grave e prolongada. O funeral realizou-se ontem, para o Cemitério do Alto de São João, em Lisboa.
O Jones era um profissional multifacetado, um entusiasta do cante e dos toques da viola campaniça, tendo trabalhado largos anos no Campo Branco, onde foi responsável pela coordenação da gravação de alguns dos discos do Grupo "os Ganhões" de Castro Verde, para além de muitos outros trabalhos em diversas áreas da cultura e da informação.
Conheci-o há muitos anos através de amigos comuns e privei com ele também em termos profissionais como autarca e na Ovibeja. O Jones era um homem bom, generoso, disponível, bem disposto, amigo e bom companheiro.
A toda a família apresento os meus sentidos pêsames.

Até sempre Florival Baiôa!

Zé LG, 13.02.24

DSC_0746.JPG

Florival Baiôa Monteiro, de 73 anos, natural de Beja, morreu, na sua casa, vítima de doença prolongada. O funeral sai amanhã, às 10h45, da Casa Mortuária de Beja para o Cemitério da Quinta do Conde, onde será cremado.
Embora esperada, foi com profunda tristeza que recebi a notícia da sua morte. Um velho e bom amigo, com quem partilhei causas comuns, sempre irrequieto, com boa disposição e amigo do convívio com os amigos. 
Florival Baiôa marcou a vida de Beja nas últimas décadas: como professor marcou gerações de alunos que o admiravam e estimavam; como investigador e divulgador da história local, designadamente da azulejaria, da doçaria e das tradições; como dinamizador e agregador dos bejenses para causas importantes, quer através da Associação para a Defesa do Património da Região de Beja quer do movimento Beja Merece. Amava como poucos a sua / nossa Cidade e pôs a sua irreverênvia, o seu desassossego e o seu dinamismo ao seu serviço, em defesa das causas mais importantes contra a estagnação, o isolamento e o esquecimento de que tem sido vítima, nunca se acomodando a essa “fatalidade”. Foi assim até ao fim. Beja fica a dever-lhe muito. Ficámos todos, os que alguma vez com ele privámos, mais pobres.
A toda a família apresento os meus sentidos pêsames.

Armando Álvaro morreu

Zé LG, 03.02.24

2024020215114093.nb.pngArmando Manuel do Rosário Álvaro, de 86 anos, natural de Beja, morreu no Hospital de Beja, tendo-se o funeral realizado no dia 3, da Casa Mortuária para o Cemitério de Beja.
Armando Álvaro foi empresário conhecido e reconhecido na região de Beja. Tinha sempre um sorriso, era muito simpático, e interessado por aquilo que se passava na nossa cidade. Sempre tivemos uma relação nuito cordial. Há já algum tempo que não tinha notícias suas. Só agora soube do seu falecimento.
À família apresento os meus sentidos pêsames.

Zagallo e Beckenbauer, nomes maiores do futebol mundial, morreram

Zé LG, 08.01.24

Zagallo.png

Mário Zagallo, uma das maiores figuras do futebol brasileiro e mundial, morreu na madrugada do dia 6, no Rio de Janeiro, aos 92 anos. Bicampeão mundial como jogador, em 1958 e 1962, depois campeão como treinador, em 1970, e como coordenador técnico, em 1994, o brasileiro foi uma das maiores lendas da história do jogo.

Beckembauer.png

Franz Beckenbauer, nome maior do futebol alemão e mundial, morreu hoje, aos 78 anos. Ficou conhecido como 'Der Kaiser' (O Imperador), foi campeão mundial como internacional alemão, em 1974, e depois como selecionador, em 1990. Destacou-se também no papel de presidente do Comité Organizador do Mundial 2006, organizado precisamente na Alemanha.

Morreu Jacques Delors, o “Senhor Europa”

Zé LG, 27.12.23

Sem nome (85).pngJacques Delors, o antigo presidente da Comissão Europeia, que foi também ministro da Economia e das Finanças de França, morreu esta quarta-feira em Paris. Tinha 98 anos.

Jacques Delors, também conhecido como o “Senhor Europa”, é uma figura chave da integração europeia, nomeadamente pelo seu papel na criação do Euro e no mercado único. Assumiu a presidência da Comissão Europeia em janeiro de 1985 e apenas deixou o cargo dez anos depois, tendo sido o presidente que mais tempo ocupou a posição.

Em Bruxelas, Jacques Delors ajudou a desenhar os contornos da Europa contemporânea, nomeadamente no estabelecimento do mercado único, na assinatura dos acordos de Schengen e do Ato Único Europeu, no lançamento do Programa de intercâmbio de estudantes Erasmus, na reforma da política agrícola comum e no arranque da União Económica e Monetária que levaria à criação do euro.

Morreu Odete Santos, uma mulher que punha "o coração nas palavras"

Zé LG, 27.12.23

Sem nome (84).pngNascida em 26 de Abril de 1941, na freguesia de Pêga, concelho da Guarda, Maria Odete Santos era advogada, aderiu ao PCP em 1974 e foi deputada à Assembleia da República entre 1980 e 2007, tendo exercido também vários cargos a nível partidário e autárquico, em Setúbal. Como dirigente partidária e deputada, destacou-se em áreas dos Direitos, Liberdades e Garantias, na defesa dos direitos dos trabalhadores e dos direitos das mulheres, assuntos que abordou em conferências, debates, entrevistas e artigos publicados, com destaque para o "particular significado" da sua intervenção na conquista de novos direitos para as mulheres, nomeadamente o combate ao aborto clandestino e pela despenalização da Interrupção Voluntária da Gravidez". No parlamento, dedicou-se às áreas do direito do Trabalho, Assuntos Constitucionais e direitos das mulheres, tendo sido agraciada com a Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Odete Santos escreveu vários livros e gozou de uma popularidade que extravasou o âmbito político, com presenças regulares em programas de televisão, desde debates políticos a programas de entretenimento.

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames. Até sempre Odete Santos!

Manuel Gusmão morreu

Zé LG, 09.11.23

manuel_gusmao.jpgManuel Gusmão nasceu em Évora, em 1945. Poeta, ensaísta, tradutor, crítico literário, professor universitário, foi um dos maiores nomes da literatura e da cultura portuguesa dos séculos XX e XXI. Foi distinguido pelo Estado português com a Medalha de Mérito Cultural. 

Militante do PCP desde Maio de 1974, tinha ligação regular e directa com o Partido desde 1971. Membro do Comité Central do PCP do IX ao XIX Congresso, foi membro da Direcção da Organização Regional de Lisboa. Era actualmente membro da Comissão Nacional da Cultura junto do CC. Em 1975 foi eleito deputado à Assembleia Constituinte pelo círculo de Évora e à Assembleia da República entre 1976 e 1979.

Fez parte da Comissão Instaladora Provisória do Sindicato dos Professores, constituída em Maio de 1974, e da Comissão Directiva Provisória, eleita nesse ano. Foi redactor das revistas “O Tempo e o Modo”, “Letras e Artes”, “Crítica” e “Seara Nova” e fez parte do Conselho Editorial da Revista “Vértice”. 

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames.