Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O Belezário morreu

Zé LG, 08.04.21

2021040814521826.nb.png

Belezário Miguel Baptista, natural de Beja, com 68 anos, morreu ontem, no Hospital de Beja. O funeral sai amanhã, às 09:30, das Casas Mortuárias para o Cemitério de Beja. 

Éramos contemporâneos, ele estudou na Escola e eu no Liceu. Nunca privámos muito, mas tínhamos muitos amigos comuns e estima mútua. A imagem que retenho dele é a de um bom homem, simpático, bem disposto e com muitos amigos.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Morreu Jorge Coelho, ex-ministro do PS

Zé LG, 07.04.21

JC.pngJorge Coelho, ex-dirigente do PS e antigo ministro, faleceu hoje, na Figueira da Foz, de doença súbita.

Iniciou-se na política pela extrema-esquerda, filiando-se no PS em 1982, quando se ligou a Murteira Nabo, de quem foi chefe de gabinete no Governo do “Bloco Central” e em Macau.

Considerado o “homem da máquina” do PS, Jorge Coelho foi ministro Adjunto, da Administração Interna e de Estado, da Presidência e do Equipamento Social de António Guterres. Demitiu-se em 2001, quando ocupava a pasta do equipamento social, na sequência da queda da tragédia de Entre-os-Rios, um momento que ficou marcado pela frase: "A culpa não pode morrer solteira".

Em 2008 integrou a administração da Mota-Engil, tendo sido presidente da construtora até 2013. Voltou à construtora como Consultor do Conselho Consultivo Estratégico, em 2018, um cargo que ainda ocupava.

Morreu o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, vítima de covid-19

Zé LG, 04.04.21

AH.pngO presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques, faleceu esta manhã no Hospital de São Teotónio, vítima de complicações respiratórias decorrentes da COVID-19". Estava internado desde dia 10 de Março, cinco dias depois de ter testado positivo.

António Almeida Henriques tinha 59 anos e era Presidente da Câmara Municipal de Viseu desde 2013. "Foi deputado à Assembleia da República, nas IX, X e XI e XII Legislaturas e Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD entre 2005 e 2007 e 2010 e 2011. Entre 2011 e 2013, exerceu funções como Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do XIX Governo Constitucional, liderado por Pedro Passos Coelho”.

À família, à Câmara Municipal de Viseu e ao PSD apresento as minhas condolências.

Lourenço Féria morreu

Zé LG, 23.03.21

Screenshot_20210322_183948-746x1024.jpgLourenço António Goes Martins Féria, agricultor, natural da Salvada, com 86 anos de idade, morreu ontem, dia 22, na sua residência em Beja.
O funeral realiza-se hoje, dia 23, às 10:00 horas, da Igreja do Carmo para o Cemitério de Beja.
Fundador do CDS na região, Lourenço Féria foi, durante décadas, presidente da distrital de Beja do partido. Foi eleito na Assembleia Municipal de Beja.
Foi quando ambos desempenhámos funções autárquicas que o conheci e estabeleci uma relação de estima mútua, apesar de nos situarmos em posições políticas opostas. Lourenço Féria era um homem simpático, cordial, bom conversador, com grande gosto pela política que fez com entusiasmo, defendendo os seus pontos de vista mas respeitando os dos outros.
À sua família e ao CDS apresento os meus sentidos pêsames.

José Marcelino morreu

Zé LG, 10.03.21

2021030715144176.nb.pngJosé Marcelino Martins Lopes, com 84 anos, natural de Mombeja, morreu no dia 7, tendo-se o funeral realizado no dia 8, do Hospital de Beja para o Cemitério de Ferreira do Alentejo.

O Senhor José Marcelino era motorista da Câmara Municipal de Beja, de onde se aposentou há anos. Foi um dos primeiros motorista do primeiro autocarro, tendo depois passado para as viaturas ligeiras. Foi aí que o conheci. Era um homem discreto, calmo, extremamente simpático e cordial, sempre com um sorriso na cara e bom profissional.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Morreu José Melão

Zé LG, 23.02.21

3d041a_a8b478c894484594a1efd53b53ff04ca_mv2.jpgJosé Bento Picareta Melão, 78 anos, viúvo, natural de Beja, morreu ontem, tendo o funeral saído, hoje,do hospital José Joaquim Fernandes para o cemitério de Beja.

José Melão foi electricista da EDP, de onde se reformou. Foi dirigente do Sindicato dos Electricistas e (julgo que) da USDB. Foi militante e dirigente concelhio de Beja do PCP e autarca da CDU. Foi ainda dirigente associativo e cooperativo.

Convivi de perto com José Melão, durante um largo período, na militância partidária e a nível autárquico. Guardo dele a memória de um homem muito disponível e participativo, voluntarioso e empenhado na acção e luta por uma sociedade melhor. Há muito tempo que não o via nem tinha notícias dele.

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames!

Álvaro Nobre morreu

Zé LG, 28.01.21

3d041a_23307346f23c45ac919fe46289525ee1_mv2.jpgÁlvaro Nobre, de 86 anos, natural de Cabeça Gorda morreu no passado dia 26 tendo o funeral sido realizado do dia seguinte, da casa mortuária de Cabeça Gorda para o cemitério da aldeia.

Álvaro Nobre era funcionário público aposentado, tendo sido militante do PCP e eleito autárquico da CDU durante muitos mandatos.

Álvaro Nobre era um Homem bom, íntegro, simples mas sábio e sempre com uma postura correcta. Sempre fiel aos seus ideais, de convicções firmes mas tolerante e sempre privilegiando as convergências e os entendimentos com vista ao bem comum. Tinha estima e um grande respeito por ele.

À Família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames.

Assunção Honrado morreu

Zé LG, 27.01.21

2021012119313165.nb.pngAssunção Leonor Bárbara Gil Honrado, de 69 anos, natural de São Marcos da Ataboeira, morreu no passado dia 21, no Hospital de Torres Vedras, tendo sido cremada no Crematório da Póvoa de Santa Iria, no dia 25.

Assunção Honrado era professora aposentada, tendo sido eleita, como independente, nas listas da CDU, em vários mandatos, na Assembleia Municipal de Beja.

Convivi mais de perto com a Assunção Honrado no período em que ambos fomos autarcas da CDU no Concelho de Beja. Criámos uma relação de estima mútua. Era uma Mulher bem disposta, de bom trato e relacionamento fácil, frontal, sempre fiel aos seus ideais, de convicções firmes, empenhada cívica e politicamente.

Há bastante tempo que não tinha notícias dela e hoje fui surpreendido com a notícia da sua morte, que me deixou consternado.

À família apresento publicamente os meus sentidos pêsames.

Anabela D'Oliveura morreu

Zé LG, 13.01.21

2021011317270112.nb.pngAnabela Dias Martins Rodrigues D'Oliveira, de 68 anos, natural de Beja, morreu hoje no Hospital de Beja.

O funeral realiza-se amanhã, 14, às 13:45, da Casa Mortuária de Beja para o Cemitério de Ferreira do Alentejo. 

Mais uma antiga colega do Liceu de Beja e boa amiga que nos deixa.

Os meus sentidos pêsames à família.

Joaquim Tadeu faleceu, vítima de COVID-19

Zé LG, 06.01.21

JOAQUIM-TADEU_800x800-321x214.jpgJoaquim Tadeu, mais conhecido como “professor Tadeu”, tendo em conta a profissão que exercia na Escola Mário Beirão, morreu nesta terça-feira, vítima de Covid-19, nos Cuidados Intensivos do Hospital de Beja, onde estava internado há cerca de três semanas.

Natural de Guimarães, Joaquim Tadeu, que completaria amanhã 51 anos, escolheu o Alentejo como a sua “Terra Mãe”, tendo primeiro residido em Beja e depois rumado a Vidigueira, onde se fixou há alguns anos. Além dos dois filhos, um rapaz e uma rapariga, o futebol, as bicicletas e o cante eram as suas paixões.

Recorde-se que no próximo dia 23 de janeiro, fará 6 anos que Ana Albuquerque, esposa de Joaquim Tadeu, também professora e impulsionadora do projeto Mocinhos em Cante, juntamente com Paulo Colaço, faleceu.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Será que está a ser feito tudo para evitar que tantos velhos morram?

Zé LG, 23.12.20

100564761_2802640163182185_2963252152606130176_o.j«O factor idade parece ser o mais forte a empurrar alguém para a doença grave, ser hospitalizado, ir parar à UCI e morrer. Se compararmos um jovem de 20 ou 30 anos que tem uma insuficiência cardíaca com um idoso saudável de 75 ou 80 anos, o idoso continua a estar em maior risco do que o jovem» - Manuel Carmo Gomes, professor de Epidemiologia da FC da Universidade de Lisboa, in VISÃO de 17/12.

Sabendo-se isto, porque é que continuam a morrer tantos velhos, designadamente nos lares, onde estão confinados? Porque não são tomadas medidas mais rigorosas de forma a travar a entrada do vírus nos lares? Se há (deve haver) controlo das pessoas - funcionários, técnicos de Saúde, fornecedores, familiares -, que entram nos lares e se já há testes rápidos, porque não se fazem de forma obrigatória a todas elas?

Desculpem, mas não consigo entender que se façam tantos testes e que não se façam todos os que forem necessários para poupar vidas dos mais velhos, por mais curtas que sejam as suas esperanças de vida...

Helder Palma morreu

Zé LG, 12.12.20

Helder.pngHelder Sales Brito Palma, de 71 anos, natural de Entradas e residente em Beja, morreu hoje. O corpo encontra-se em câmara ardente na casa mortuária da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, em Entradas, de onde sairá o funeral, amanhã, às 15 horas, para o cemitério da Vila.

Helder Palma era Eng.º Técnico Agrário aposentado do Ministério da Agricultura, onde trabalhou, segundo julgo, toda a vida profissional. Era um bom homem, muito calmo e amigo do convívio com os amigos. Mais um amigo que nos deixa...

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Gumersindo Dionísio morreu

Zé LG, 25.11.20

2020112511480895.nb.pngGumersindo Jónatas Marques Dionísio, com 72 anos, natural de Santo Amador – Moura, morreu, ontem no Hospital de Beja. O funeral realiza-se amanhã, às 09h30, das Casas Mortuárias de Beja para o Cemitério da Mina de São Domingos.

O Gurmesindo era desenhador-projectista da EMAS, de onde se aposentou há alguns anos. Fui seu vizinho e convivi com ele quando presidi aos Serviços Municipalizados de Beja (actual EMAS). Era um homem reservado, mas bem disposto e com sentido de humor quando se abria um pouco.

Apresento os meus sentidos pêsames à família.

Subiu para 11 o número de mortes no Lar Mansão de São José com covid-19

Zé LG, 19.11.20

mansao-768x432.jpgMorreu, com 88 anos, a última das utentes infetadas no surto de covid-19 no Lar Mansão de São José, em Beja, que ainda estava internada no hospital de Beja.

O surto que teve início a 14 de outubro chegou a infetar um total de 110 pessoas, das quais 88 utentes e 22 funcionárias. O primeiro caso de infeção foi detetado a 12 de outubro, numa idosa de 89 anos após uma ida ao Serviço de Urgência do Hospital de Beja.

Valverde Martins morreu

Zé LG, 15.11.20

2020111512133563.nb.pngAntónio Pedro Valverde Martins, com 85 anos, natural de Beja, morreu ontem no Hospital de Beja. O funeral realizou-se, esta manhã, das Casas Mortuárias para o Cemitério de Beja.

Valverde Martins era bancário reformado. Foi sindicalista, fundador e dirigente da Cooperativa Proletário Alentejano, dirigente do MURPI, para além de outras actividades comunitárias. Foi militante e dirigente distrital do PCP e autarca da CDU.

Valverde Martins era uma um homem bom, humilde, cordato, sempre na procura de consensos, de fortes convicções e de uma dedicação e empenhamento totais às causas em que se envolvia. Foi uma figura marcante de Beja, do simdicalisto e do movimento cooperativo.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Morreu Diogo Lopes

Zé LG, 15.11.20

3d041a_ad217e381c8946b8b4511c7c896f36a7_mv2.jpgMorreu, no dia 14, Diogo Amador Lopes, com 91 anos, viúvo, natural de Salvador - Beja. O funeral realizou-se no dia 15, das casas mortuárias de Beja para o crematório de Setúbal.

Diogo Lopes era aposentado da EMAS, onde desempenhou as funções de leitor-cobrador.

Fui vizinho de Diogo Lopes e convivi com ele quando presidi ao Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados da CM de Beja (hoje EMAS).

Guardo dele a recordação de um bom homem, simpático e afável, sério e bom profissional.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

“Mortes, sequelas e morbilidades. Conhece a gravidade de uma pneumonia?”

Zé LG, 15.11.20

20201113113958464.jpgNo Dia Mundial da Pneumonia, o MOVA – Movimento Doentes Pela Vacinação lembra que a “pneumonia pode deixar sequelas irreversíveis ou mesmo levar à morte, sobretudo entre os grupos de risco.”

“Segundo o Instituto Nacional de Estatística, a Pneumonia mata uma média de 16 pessoas por dia, uma pessoa a cada 90 minutos. Em 2018, foi responsável por 43.4% das mortes por doenças do aparelho respiratório, 5.1% do total de óbitos no nosso país. A maioria poderia ter sido evitada através de imunização”, recorda o MOVA.

Morreu um dos pioneiros da defesa do ambiente em Portugal

Zé LG, 11.11.20

Gonçalo Ribeiro Telles, engenheiro agrónomo e arquiteto paisagista, morreu hoje com 98 anos.

img_920x518$2020_11_11_17_13_22_1777745.jpgFoi um dos pioneiros da defesa do ambiente em Portugal, grande defensor da proteção legal dos parques naturais, dos jardins e hortas urbanas. Figura tutelar da defesa da ecologia para fundamentar a intervenção na paisagem e no território, foi o responsável pelo lançamento da política de ambiente em Portugal, cuja legislação incentivou quando passou por vários cargos públicos, nomeadamente como ministro de Estado e da Qualidade de Vida, entre 1981 e 1983.

Foi oposicionista ao Estado, concorrendo à Assembleia Nacional em 1957 e 1969 e juntando-se à candidatura de Humberto Delgado à Presidência da República em 1958, apesar de ser monárquico, porque entendia que não se estava a discutir entre República e Monarquia mas sim entre Ditadura e Democracia.