Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SOMOS OS MELHORES E MAIORES

Zé LG, 21.07.15

Devemos sofrer de qualquer complexo grave, que nos leva a dar muita relevância a tudo o que se refere a Portugal – e ao Alentejo, em particular –, como sendo ou tendo o melhor ou maior seja lá o que for.
A última notícia que tratamos com esse ênfase é: “Melhor bar de praia do mundo é no Alentejo”.
Temos a maior central solar, temos as melhores praias, temos a maior produtividade de milho, temos os melhores vinhos, somos os maiores produtores de cortiça, …
Não ponho nada disso em causa e sabe sempre bem afagar o ego – sermos bons nisto ou naquilo, termos isto ou aquilo bom. Mas para que nos agarramos tanto aos superlativos? Não nos basta sermos bons ou termos coisas boas e grandes? Porque sentimos tanto a necessidade de sermos os melhores ou termos o maior ou maior isto ou aquilo, se globalmente temos os problemas e as dificuldades com que nos confrontamos no dia-a-dia? Nalguns casos também enfatizamos o que temos de menos bom, como por exemplo a maior desertificação. O que interessa é sermos os melhores ou maiores…