Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“SETE SÓIS SETE LUAS” ORGANIZA CONFERÊNCIA COM NOBEL DA PAZ EM PONTE DE SOR

MAGLIOZZI_invitoFronte.jpg

 

 

O Festival Sete Sóis Sete Luas “dá a conhecer a cultura e estabelece ligações entre diversos povos através da arte, da música, da literatura” e, neste sentido, a Associação Sete Sóis Sete Luas e a Câmara Municipal de Ponte de Sor organizam no sábado, dia 12, pelas 16 horas, no Centrum de Ponte de Sor/Centro das Artes de Cultura, uma conferência que contará com a presença de Mohamed Fahel Mahfoud, bastonário da Ordem dos Advogados da Tunísia e membro do Quarteto para o Diálogo Nacional da Tunísia, organização vencedora do Prémio Nobel da Paz de 2015. A iniciativa “Primavera árabe e Revolução dos Jasmine: Conferência de Mohamed Fadhel Mahfoud, Prémio Nobel da Paz de 2015” será moderada pelo fundador e diretor do Campo Arqueológico de Mértola, Cláudio Torres.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • João Espinho

    @Anónimo 18:49 - isso é um desejo seu, não?

  • Anónimo

    O mais doce,aquele que mais têm contribuído para a...

  • Anónimo

    Até pode acontecer que o BE seja o terceiro partid...

  • Munhoz Frade

    Associo-me ao Lopes Guerreiro no seu lamento. Part...

  • João Espinho

    Ora bem. Pessoa amiga, entendida no método de Hond...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds