Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Rui Garrido garante que "Vamos ter em formato digital uma Ovibeja que recria o ambiente da nossa feira de sempre"

Zé LG, 17.04.21

Rui-Garrido.jpg“Percebemos que podemos recorrer às potencialidades das novas tecnologias para fazermos uma Ovibeja com características muito semelhantes à nossa feira de sempre. Não podíamos deixar passar mais um ano sem fazer a Ovibeja. Porque a nossa feira sempre soube inovar, superando os obstáculos”. As afirmações são de Rui Garrido, Presidente da ACOS e da Comissão Organizadora da feira. Por isso, este ano, a Ovibeja vai ter uma versão em formato digital, com pavilhões que podem ser visitados por todos, ao ritmo de cada um, com produtos em exposição e para venda e com espaços onde se realizam espetáculos e conferências. Tudo durante dois dias, 22 e 23 de abril, uma quinta e sexta-feira. Para a sessão da abertura está prevista a participação do Presidente da República. A escassos dias desta 37ª Ovibeja, subordinada ao tema da “Agricultura ConsCiência”, que procura debater a atividade agrícola enquanto um sector sustentável e apoiado em dados científicos, a adesão dos expositores superou as expectativas em torno de uma Ovibeja que, para além de continuar a afirmar-se como “todo o Alentejo deste mundo”, procura também este ano vencer as barreiras do espaço físico e estar à distância de apenas um clique de todos os visitantes, estejam estes em que parte do mundo estiverem.

Leia, aqui, esta entrevista na íntegra, ao Presidente da Comissão Organizadora da 37ª Ovibeja.