Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“RESERVATÓRIO DA PRAÇA É FUNDAMENTAL PARA O ABASTECIMENTO DE ÁGUA A GRANDE PARTE DA CIDADE”

«… aqui fica uma sequência de factos, sublinho, sequência de factos, para facilitar o debate:
1- O reservatório da praça não tem resistência sísmica, nunca teve;
2 - O reservatório da praça carece de reabilitação;
3 - O reservatório da praça marca a linha da cidade;
4 - O reservatório da praça é fundamental para o abastecimento de água a grande parte da cidade, não só pela sua capacidade de armazenamento mas sobretudo pela função que desempenha ao nível do equilíbrio de pressões;
4 - O reservatório da praça esconde no seu interior uma escada de características raras e de elevado interesse arquitectónico;
5 - O reservatório da praça possui três patamares visitáveis que conferem, cada um deles, vistas extraordinárias sobre a cidade;
6 - O reservatório da praça, concorde-se ou não, constitui um ponto de excelência para observação da beleza da cidade e da sua zona envolvente alargada;
7 - O abastecimento de água à parte alta da cidade não se pode fazer sem ele, ou pode, mas com profunda alteração a esse setor da rede de águas.
8 - Esse setor da rede de águas estava como próxima prioridade no plano de investimento da anterior administração;
9 - A nova administração, inexplicavelmente, ou talvez não, ignora por completo este problema;
10 - O projeto de reabilitação da sua estrutura, criação de resistência sísmica, revestimento exterior em cortiça (elemento de ligação à história da cidade e da região), iluminação e pequena intervenção no interior para permitir que seja visitável e utilizado como miradouro, foi realizado.
11 - A função de visitação e utilização como miradouro tem um custo inferior a 10% do valor total da obra;
12 - A função principal e única é ser reservatório;
13 - As outras utilizações são mais-valias, complementos que nunca se fariam por si só;
14 - O concurso público para a realização da empreitada decorreu;
15 - Um empreiteiro ganhou e a obra foi-lhe consignada pelo anterior executivo há mais de um ano;
16 - O executivo em funções ignorou tudo isto e muito mais e ameaçou demolir;
17 - Apenas ameaçou demolir, apenas isso.»
Comentário de Rui Marreiros a 24 de Dezembro de 2014 às 17:32, em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/afinal-que-futuro-vai-ter-o-deposito-de-2839470#comentarios

Comentários recentes

  • Anónimo

    Os populismos apenas surgem por incompetencia dos ...

  • Anónimo

    Há, mas são verdes.

  • Anónimo

    Avisa-se a todos aqueles que diziam, dizem e escre...

  • Anónimo

    PARABENS PAULO ARSENIO , novo Elefante Branco no P...

  • Anónimo

    Não há um tipo desse grupo de inteligentes que até...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.