Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“QUEREM BENS MAIS ESTRUTURANTES DA CIDADE, EM TERMOS CIVILIZACIONAIS, DO QUE OS DA DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E ELECTRICIDADE?”

… podemos de facto comparar tudo, com bom senso. Assim como podemos não comparar coisa alguma. O depósito, obviamente, não disputa nada com ninguém, nem com outra coisa qualquer. Nós é que, como primitivos que somos e ainda bem, queremos animar o desânimo que nos rodeia. Assim, o depósito tem vida, pensa é gente e, se calhar, em termos humanos, objectivos, serviu mais a cidade em 70 anos, do que a torre de menagem em 700. Claro que o património e a sua defesa, a sério, não são vistos desta maneira que também é válida e pode e devia representar um dos muitos factores de apreciação desta polémica. Querem bens mais estruturantes da cidade, em termos civilizacionais, do que os da distribuição de água e electricidade? Dá que pensar o caminho que estamos a percorrer quando não temos uma opinião devidamente formada sobre a meta a atingir e a ultrapassar. É pena! LB

leonel borrela a 15 de Maio de 2016 às 06:19, AQUI.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Somos o futuro ahahahahahah

  • Anónimo

    EscOteiros ou EscUteiros?!

  • Zobaida

    O Diário do Alentejo, conforme apresenta no cabeça...

  • Anónimo

    E bumba! Ora toma lá mais regionalização.Numa regi...

  • Anónimo

    Exactamente!"O tempo é o único capital das pessoas...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.