Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
25
Jan 18

Cuba_-768x512.jpg

A concelhia de Cuba do Partido Socialista acusa a maioria CDU na Câmara de “perseguições político-partidárias mascaradas de actos de gestão dos recursos humanos”.

Em comunicado enviado às redacções, o PS fala em mudanças de trabalhadores que “apenas atingem funcionários que, de uma forma perfeitamente legítima e democrática, tiveram posições cívicas e políticas diferentes das da actual maioria da gestão autárquica”.

Em reacção a estas acusações, João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, afirma que esta posição do PS “está integrada numa estratégia política de desgaste dos eleitos da CDU”.

João Português acrescenta que o executivo tem tratado “todas as pessoas da mesma forma” e que está em curso a remodelação dos serviços, algo normal no inicio de um novo mandato, negando qualquer “perseguição politica/partidária”.

publicado por Zé LG às 17:51
Não! Ambas as partes têm uma dose de razão. O PS tem alguma razão agora, porque efectivamente há movimentações actuais que deixam muitas dúvidas relativamente à intenção de uma gestão isenta e imparcial!...A CDU também possui alguma dose de razão, porque na anterior gestão PS foram evidentes casos de perseguição política a cidadãos que não votavam PS, e a atribuição de privilégios a personagens simpatizantes e amigas do anterior feudo!...
Ao mesmo tempo nenhuma das forças partidárias possui grande moralidade na matéria, porque não são arautos dos bons costumes da terra!...È infelizmente dessa massa que é feita muita da vida autárquica em Portugal, e talvez esteja aqui uma das razões do alheamento político-partidário de muita gente!
Anónimo a 25 de Janeiro de 2018 às 21:37
"A verdadeira arma contra a soberba é lembrar-se sempre das suas origens"
Anónimo a 26 de Janeiro de 2018 às 23:16
Que grande ANEDOTA !

Acusações infundadas, com malvadez e sem vergonha.

Só assim, a minha mente as pode e consegue entender ....

De facto, toda esta abordagem revela como a política local, há largos anos, se tem tornado cada vez mais vazia de conteúdos, de opções estratégicas, de decisões importantes com o objectivo de "olhar para depois de amanhã" e tentar entender as coisas, jogar na antecipação e ter um projecto coerente de futuro para os Concelhos.
O PSC (ps cuba) esquece com muita facilidade ( 4 anos e "picos") os anos em que foi " Poder", e o exerceu de forma por vezes pouco democrática, com claros benefícios para alguns e com prejuízo claro para interesses fundamentais da CAUSA PÚBLICA.
A sigla PSC foi um lapso, a letra seguinte do alfabeto é a letra "D".
Se calhar assenta melhor o PSD do que o PSC.
Este esgrimir constante nas redes sociais, tem também muito a ver com a importância que lhes conferimos.

Vamos ver....

Contar "Likes" no facebook e achar que é o maior...???Eu prefiro ser milionário no jogo do MONOPÓLIO !
Não tenho que pagar nada às finanças.

É neste mundinho que andamos a "governar a vidinha "!

Como é natural, todos sabemos que os lugares de chefia nas Autarquias, são lugares técnicos de confiança política!
Sabem os eleitores, sabem os titulares de esses cargos, e os dirigentes políticos também o deveriam saber....

A CDU de Cuba quando chegou ao poder, cometeu um erro....."Esqueceu-se" de os substituir.

Com certeza que há situações resultantes da gestão normal de recursos humanos, que cabem claramente ao executivo e por essas deverá ser responsabilizado.
Mas também existem órgãos Autárquicos próprios onde a oposição, tem espaço e pode claramente questionar o porquê do "Manuel" ter sido substituído pelo "Rui", e ainda ouvir o "Manuel" e o "Rui" em simultâneo ou individualmente.
A democracia a nível local é isto......... Infelizmente, "contando likes".
Nunca existem lideranças boas e fortes com oposições sem conteúdo, sem propostas sem projectos.
Perdem-se nas" tricas e dicas" das quartas feiras quinzenais e assim se levam as coisas com votos de abstenção.....na boa.

"Vamos lá agora contar quem tem mais likes do que eu ?"

Fico triste por ver o poder local no nosso Alentejo, tão mal.....

Com oposições caciques e sem propostas, com lideranças distantes das pessoas e dos seus problemas.

Fez -se:

Obras,obras,obras,obras,rotundas,rotundas,rotundas,rotundas,festas,festas,festas,feiras,feiras,feiras !!!!!

Já chega ! Os problemas hoje são sociais, o betão já não ganha eleições ! As pessoas querem respostas para os seus problemas:
Resolução da precariedade nos locais de trabalho, acesso à habitação, emprego e estabilidade, são cada vez mais as necessidades das gentes do nosso Alentejo.
Era importante entenderem que as Autarquias são a primeira peça de " LEGO" da DEMOCRACIA.
Quer uns quer outros, por favor não estraguem isto.
Juízo Senhores, juízo.....


António Góis Pereira
Anónimo a 21 de Fevereiro de 2018 às 22:09
Aííííííí...........Benjamin ! Grande malha !
Anónimo a 22 de Fevereiro de 2018 às 23:04
António, o pior é que o que se passa ai passa-se em todo o lado, independentemente das cores.
É a politica de Facebook, se calhar temos de nos habituar...ou não.
Anónimo a 23 de Fevereiro de 2018 às 10:39
Temos de habituar-nos. As redes sociais proporcionam bons debates - muita participação e liberdade. Um desafio às capacidades de diálogo e argumentação. Mais do que o habitual exercício do discurso político, redondo, repetitivo e surdo.
Anónimo a 23 de Fevereiro de 2018 às 11:33
Pois, era bom que fosse assim, só que o que se verifica é a mediocridade da baixa politica com falsa noticias e argumentos, o insulto anónimo, o pessimismo militante e maledicência.
Anónimo a 23 de Fevereiro de 2018 às 14:18
No Facebook não há anonimato. Mas podem haver falsos perfis.
Anónimo a 23 de Fevereiro de 2018 às 15:31
Considero o anonimato de opinião, o expoente máximo da cobardia do relacionamento social.

Sou do "tempo" em que era importante escolher os amigos de confiança, pela sintonia ou divergência de opinião.

Gosto muito de conversar com quem pensa diferente de mim.
Tenho um conceito de "AMIGO" pré-histórico, mas vivo muito bem com isso e chega-me.

Sinto por vezes que o anonimato de opinião, nos transporta para o passado, onde os " bufos" eram Reis.

Gosto muito mais que me mandem à "Merda" nos olhos, do que por escrito.

Sabem..........é que por escrito não tem cheiro, não tem cor.


António Góis Pereira

Anónimo a 25 de Fevereiro de 2018 às 12:46
É das coisas que mais me intriga, a falta de postura para assumirem quem são. Subscrevo o exposto por Si António Góis Pereira!

"Não contem comigo. Só isso: não contem comigo"
Vale a pena ler e pensar.

Saber Zangar-se

"O que me parece é que as pessoas, em geral, como que deixaram de saber zangar-se. Deixaram de saber zangar-se com aquilo que consideram errado – e, pior ainda, deixaram de saber dizê-lo na cara umas das outras. A não ser, naturalmente, que haja uma agenda.

Ainda nos zangamos muito, é verdade. Mas zangamo-nos mal. Com a maior das facilidades nos zangamos contra inimigos abstractos, como «o Governo», «o capitalismo selvagem» ou mesmo apenas «a crise». Com a maior das facilidades nos zangamos com aqueles que entendemos como nossos subordinados, no trabalho e na vida em geral (afinal, os nossos «superiores» acabam de pôr-nos a pata em cima. alguém vai ter de pagar a conta). Com aqueles que estão, de alguma forma, em ascendente sobre nós, já não nos zangamos: amuamos, que é a forma mais cobarde de nos zangarmos. Aos nossos iguais simplesmente não dizemos nada: engolimos e tornamos a engolir, convencendo-nos de que do outro lado está, afinal, um pobre diabo, tão pobre que nem sequer merece uma zanga – e, quando enfim nos zangamos, é para dar-lhe um tiro na cabeça, como todos os dias nos mostram os jornais.

A impressão com que eu fico é que tudo isto vem dessa mania das social skills e do team building e dos demais chavões moderninhos que os gurus dos livros de Economia nos enfiaram pela garganta abaixo, na intenção de nos automatizarem de vez. Resultado: andamos todos a rebentar por dentro, impossibilitados de rebentar para fora – e, quando enfim explodimos, já não há nada a fazer. No essencial, os que nos rodeiam nunca são apenas homens, com valências e lacunas, com cobardias e actos de coragem: ou são anjinhos ou são tremendos filhos da puta (assim mesmo, sem meio termo). «Não respondas», aconselham-nos os sábios. Não dês troco. Não ligues. Não percas a cabeça. Tens de ser superior. E, inevitavelmente, viramos todos uns diplomatazinhos de esquina, sem capacidade para dar um grito e a seguir fazer as pazes. Tornamo-nos ainda mais hipócritas do que aquilo a que a nossa contraditória condição já nos obrigava. E transformamo-nos, claro, em bombas-relógio.

Pois eu prefiro um homem que parte a loiça a um choninhas que sublima tudo e, no final, ainda me passa a mão pelo pêlo. Quem não é capaz de zangar-se também não é capaz de uma gargalhada – e, se nos zangamos com ele, o primeiro argumento racional que utiliza é: «Não sejas assim.» Mas que diabo é isso, «não sejas assim»? «Assim» capaz de assistir a um automóvel que se encaminha para uma ravina sem dar um grito a acordar o motorista? «Assim» capaz de ver uma relação pessoal deteriorar-se sem dar um murro na mesa para tentar salvá-la? É «assim» que gostavam que nós fôssemos todos, cheios de competências sociais e. porém, completamente desprovidos de frontalidade, de coragem e de zelo? Não contem comigo. Só isso: não contem comigo. "

Joel Neto, in 'Banda Sonora para um Regresso a Casa'
Ana Lúcia Serafim a 25 de Fevereiro de 2018 às 15:43
Mas que conversa...de treta!
Anónimo a 25 de Fevereiro de 2018 às 17:28
conversa de otários metidos a filosofos...
Anónimo a 26 de Fevereiro de 2018 às 21:31
"O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflecte."
Aristóteles
Anónimo a 26 de Fevereiro de 2018 às 21:43
O que é feito do MOTOCÃO?
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 13:40
Adquirido pela Câmara de Beja há três anos. Quem o viu?
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 14:23


Por fim amigos vou parar....para não ser igual !
Já consegui o que pretendia!

Agitei o vosso mundinho.......! Já viram como até é fácil....

Mas,.... é importante de vez em quando aparecer um "gajo", a baralhar as cartas e abanar um pouco, para que entendam que existem pessoas que vivem bem sem essa necessidade diária de comentar anonimamente as "coisas" da opinião de cada um e por vezes de forma vazia, mal escritas e sem qualquer conteúdo de interesse.

Em fim, e quero mesmo dizer isso.... e não "enfim".

Anonimamente ou "anónima mente" ou " mente anónima" escolham e vivam felizes.

Abraço, até um dia destes....

António Góis Pereira
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 21:05
Deus o cubra!
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 21:24
Se for uma mulher boa agradecia, mas deus.......????
"Porra", pá...... nem acredito nisso.
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 21:56
Ah! esqueci-me .....

António Góis Pereira
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2018 às 21:57
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O SMP foi iniciativa de um governo provisório, em ...
É fundamental um maior empenhamento das autarquias...
Para quando a inauguração da sua casa-museu?Alguém...
O principal problema de saúde e não só que deve gr...
És muito valente,mas se calhar só a coberto do ano...
Então. Ninguém aqui quer debater os graves problem...
Quanto ao relevante disse... nada.Então vamos lá:1...
Incompetência,incompetência...nada fazer nem nada ...
Para o inefável Adalberto, está tudo no melhor dos...
E quem é agora o administrador da Resialentejo? E ...
É uma tendência que se agravará ainda mais, pois o...
Será bom perguntar ao sr Arquiteto José Falcão e s...
Mais valia substituírem este deputado pelo profess...
O deputado João Dias avançou à Voz da Planície, as...
Já não seria sem tempo. Ufffffff
blogs SAPO