Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Prémio Carlos Paredes 2019 atribuído a disco gravado no Musibéria

prémio.jpgA editora Respirar de Ouvido, fundada em 2018, no Centro Musibéria, em Serpa, revela que a obra do seu catálogo: "Serpente Infinita”, do violetista e compositor português José Valente, foi distinguida com o Prémio Carlos Paredes 2019, atribuído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

O CD "Serpente Infinita” já tinha sido reconhecido como um dos discos do ano 2018 pela revista jazz.pt.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    A propósito de notícias: isto é ESTIGMA e é intole...

  • Anónimo

    Uma boa parte desses trabalhadores emigrantes estã...

  • Anónimo

    Mas por acaso já se perguntou porque razão os loca...

  • Anónimo

    Bem, quer reparou como vinham vestidos e calçados ...

  • Anónimo

    Os alentejanos são RACISTAS nas atitudes por muito...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.