Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Prémio Carlos Paredes 2019 atribuído a disco gravado no Musibéria

Zé LG, 06.10.19

prémio.jpgA editora Respirar de Ouvido, fundada em 2018, no Centro Musibéria, em Serpa, revela que a obra do seu catálogo: "Serpente Infinita”, do violetista e compositor português José Valente, foi distinguida com o Prémio Carlos Paredes 2019, atribuído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

O CD "Serpente Infinita” já tinha sido reconhecido como um dos discos do ano 2018 pela revista jazz.pt.