Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
30
Jun 16

transferir.jpg

Portugal está nas meias-finais do Euro2016, depois de superar a Polónia nas grandes penalidades disputadas no Stade Vélodrome, em Marselha. A equipa das quinas foi exemplar, ao marcar todas as tentativas, enquanto a Polónia viu Rui Patrício negar o golo a Blazscikowski no quarto penálti. A Seleção Nacional repete assim a presença nas meias-finais, depois de similar proeza em 2012, e mantém vivo o sonho do título europeu.

publicado por Zé LG às 23:54
A do berlok está apaixonada
Anónimo a 4 de Julho de 2016 às 21:57
A quiduxa do calhanbbeque? eu queria-me ká parecer...mas ela não dizia nada... sempre tão discreta!
Anónimo a 4 de Julho de 2016 às 23:20
É a alma do negócio tsc tsc tsc
Ui, de todo. Digamos que embevecida.

Ps: encapuçava-o, punha-lhe esparadrapo e aí sim, chamava-lhe um figo. Capice?
Ps2: ainda lhe digo mais, se vexa entender, parafraseando um amigo «"se perdermos, que se foda". Por mim está encontrado o argumentário contra as sanções de Bruxelas.». Capice?
Anokas, atão isso é linguajar para uma dótôra?
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 01:20
E desde quando uma licenciatura entorpece a língua?
...apenas Mais 1 demonstração da sua vulgaridade "dra"... apenas e tão só!
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 07:11
Pode juntar-se ao Kim Barreiros e formar um dueto de badalhocos.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 07:38
Adoro o termo.
Sugiro um nome para o dueto: Badalhok & Berloka.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 11:08
Equivocadote(a). Os meus duetos escolhos eu e, em querendo, tb os batizo. Manias.
Tem muitas.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 11:42
As que entender.
Evidentemente. Fazer gala das manias também é mania.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 12:23
Seja. Mas olhe que não se trata de "fazer gala", antes de as assumir por me fazerem (e quando me fazem) sentido.
Os duetos e todas as outras companhias, estas, p ex https://democraciaeescolher.wordpress.com/
eheheheh
Caros quase todos.. Quem esta disposto contribuir para a carripana da berloquista? Pode ser que vaxe fique por la!
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 21:58
Qualquer peditoriozinho resolve o problema.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 22:12
A escrita é uma forma de comunicação, a incompreensibilidade da mensagem veiculada através dela desvirtua tal propósito.
Muito se poderia aqui discorrer sobre formas de comunicação. Sobre registos e narrativas, sobre linguagens, terminologias e simbologias. Sobre metáforas, ironias e alegorias. Sobre mensagem e receptor alvo. A incompreensibilidade pode ter a ver com iliteracia, ou pode ser propositada, com fins crípticos. De resto, os tugas sempre gostaram de misturar alhos com bugalhos, para apimentar as discussões.
Anónimo a 5 de Julho de 2016 às 23:59
Não podia estar mais de acordo, exceptuando o "apimentar" das discussões com a mistura de "alhos com bugalhos", é fonte de muita desinformação e de erros (graves) de comunicação.

(no caso em apreço a hipóteses a escolher, de entre as que coloca, parece-me óbvia)

A Dra. Ana M. Pires, estrénua defensora da liberdade de expressão do pensamento, não se demarca da perseguição movida pelo CA da ULSBA a um colega seu por delito de opinião. Porquê?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 09:55
Tenho por hábito não me pronunciar em definitivo sobre o que quer que seja quando na posse de informações dispares e diferentes entre elas, como é o caso, vindas de fontes diversas, algumas extra-região. Dizer ainda que se me achasse em condições de opinar de modo sustentado sobre um assunto institucional seguramente não o faria em primeira mão num blog.
E já procurou falar com todos os que lhe podem dar versões diferentes?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 14:15
Como já disse diferentes pessoas deram-me versões diferentes, sendo que nunca eu procurei nada porque não me competia procurar. Assim sendo, havendo divergências substanciais na informação, enquanto não estiver esclarecida não opino, ponto.
Convém-lhe não procurar esclarecer-se?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:14
Aguardo esclarecimentos públicos, naturalmente.
O esclarecimento há de surgir em breve.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 22:18
Não, nunca me convém tal depois de tomar conhecimento de um qualquer assunto que de algum modo me interessa. E as injustiças interessam-me sempre, sejam elas cometidas por quem forem e contra quem for. Aguardo, portanto, o cabal esclarecimento para não ser injusta mantendo-me disponível, como até aqui, para ouvir tudo o que me quiserem dizer.
Não arrisca nada que possa por em causa a sua lealdade ao CA...
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:45
Não arrisco nada que possa pôr em causa a lealdade a mim própria e aos meus princípios.
Tudo muito pelo seguro.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 17:12
Já o Salazar justificava a ação da PIDE dizendo que ela aplicava "uns abanões a tempo" nos antifascistas.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 18:17
Só agora dei por este comentário... credo, pelo Seguro nunca.
Dra, não tem sido tão reservada em matéria de assuntos institucionais, tem falado deles neste blog. O assunto da perseguição política não é institucional, é relativo a liberdades, direitos e garantias dos cidadãos desta República. Só faz política quando lhe convém?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 15:24
Só é de esquerda quando lhe dá jeito.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 15:30
Há por aí muita malta, que tem um estranho conceito do que é ser de esquerda.
Ou seja, quando as coisas puxam lá para os lados deles, é ser de esquerda.
Quando não, já não é ser de esquerda.
Ou seja, são aqueles que como dizia o camarada cassete Carvalhas, só sabem rezar o Padre-nosso até venha a nós o vosso reino.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:07
De esquerda sou sempre e ser de esquerda é, do meu ponto de vista, ter uma atenção redobrada nas tomadas de posição. Quando as leviandades opinitivas vêm do outro lado da barricada não me espantam, quando vêm do meu sou particularmente crítica e, por maioria de razão, ainda mais comigo própria.
Hum! Pimenta nos olhos dos outros é colírio!
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:21
Ah, está do mesmo lado da barricada em que está o CA.
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 18:27
É simples o mundo a preto e branco, não é?

Não posso estar do lado de barricadas cuja posição não conheço. Nunca falei - nem tinha que o ter feito - com ninguém do CA sobre o alegado processo cujo conteúdo desconheço em absoluto. Também nunca falei com nenhum dos alegados visados sobre o dito. Assim sendo não posso estar de nenhum lado.

A luta de e pelo poder é legítima. Percebo e defendo o lobbying, nomeadamente o lobbying político. Nas últimas décadas tenho aderido a imensos movimentos de lobbying: luta pelos direitos das mulheres, pela saúde sexual e reprodutiva – em particular pela despenalização do aborto, onde a ação de três amigos direitolas, o Pedro Marques Lopes, o Vasco Rato e o Adolfo Mesquita Nunes foi importantíssima -, pelos direitos dos refugiados, pelos direitos LGBT, pela adoção e co-adoção por casais do mesmo sexo, pela Saúde Mental e, mais recentemente, pelos presos políticos em Angola, pelo direito à morte assistida (http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-02-06-Direito-a-morrer-com-dignidade) e pelo fim das praxes tal como existem (https://democraciaeescolher.wordpress.com/). Conheço bem, portanto, o processo e os propósitos do lobbying e a sua enorme diferença em relação à mediocridade da cunha e do caciquismo. A honestidade, a qualidade e, sobretudo, a clareza e a frontalidade são fatores diferenciadores. Olhar o adversário de frente, nos olhos e com argumentos são princípios sempre presentes.
Vem isto a propósito do documento político inicial que aparentemente está na base do alegado processo disciplinar – que, repito, desconheço em absoluto e sobre o qual não me prenunciarei sem conhecer -, da maneira como dele a tutela tomou conhecimento e do consequente pedido de esclarecimentos. Tenho, como já referi, informações díspares e contraditórias dadas por fontes várias. O que aqui vou deixar escrito nunca o disse, porque ainda não tive oportunidade, ao Munhoz Frade mas já tive oportunidade de o dizer, há já algum tempo, à Dra Mariana Raposo.

Olhei para o documento, li-o na diagonal, mostrado por uma pessoa de fora da região. Essencialmente é constituído por duas partes, uma onde são elencados erros apontados à atual gestão e uma segunda onde são feitas propostas. Nada a apontar, todos temos o direito de escrever documentos deste tipo. Já fazê-los chegar à tutela por meios não diretos – o mail de envio que vi não partiu de nenhum deputado - sem dar conhecimento concomitante aos visados parece-me, no mínimo, cobarde. É assim que se faz lobbying, é assim que se faz política de verdade, é assim que se luta legitimamente pelo poder. Esteve bem o ministro ao pedir esclarecimentos.

Quanto ao alegado processo e ao eventual delito de opinião só o cabal esclarecimento público da situação me permitirá, com honestidade e justiça, ter uma opinião.
Bem, ficamos a saber que o dito documento que por aqui nao se conhece, que nao e publico,pode ser lido fora ds região pela Dra AMP.Sabemos que o CA quando o recebeu fez de imediato uma reunião com os seus adjuntos e dois ou três elementos em seu redor para comentar em tom jucoso as propostas do dito documento . Depois disto e recomendado o silêncio o documento foi recolhido .Mas ,pelo que agora aqui diz a Dra AMP leu-o fora da região . Bem,o que quer isto dizer?
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:53
Oh,o "mundo a preto e branco"!?nao temos ja idade para essa ingenuidade ...
JM a 7 de Julho de 2016 às 23:57
Há gente para tudo, caro JM, como se prova.
Mas os processos nso sao do conhecimento publico,nem podem ser.E melhor estar calada ,Dra do berloque.
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 00:06
eheheh ontem alguém por aqui questionava o meu silêncio hoje alguém me manda estar calada. Liiiiiindo.
Quando nos batemos por um projeto, o que conta é o impacto de mudança do seu conteúdo essencial. Quando não desejamos essa mudança e rejeitamos o seu conteúdo, tentamos torpedeá-lo pela contestação da forma, do processo. Por isso assertividade revela atitude construtiva e a contestação atitude reacionária. Para "mundo a preto e branco", que tal? Os vossos doutos intelectos indignam-se com este prosaismo?
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 00:15
"Quando nos batemos por um projeto, o que conta é o impacto de mudança do seu conteúdo essencial." Obrigada pela sua lucidez, não podia estar mais de acordo. Estou em Beja por um projeto que se chama Saúde Mental na ULSBA. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para a melhorar, para dar resposta a quem de nós precisa nessa área particular da saúde - os doentes mentais.
Não tem dúvidas sobre a lisura do processo...
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 00:17
Imensas dúvidas sobre tudo, daí não opinar sobre o que desconheço.
Ainda lhe digo mais, a minha conceção do que é ser de esquerda obriga as gentes de esquerda a serem particularmente atentas à emissão de opinião de forma absolutamente sustentada.
Espantoso!
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:22
Que cautelas de direitinha!
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 18:28
Há poucas coisas direitinhas que eu tenha (ou faça) mas, seguramente, a cautela é uma delas. Ensinou-me o meu pai, um deputado social-democrata da Constituinte que fez três filhos esquerdalhos, que as desculpas não se pedem, evitam-se. Um dos lemas que sigo na minha vida e, por isso, quando opino tento fazê-lo da maneira mais sustentada que consigo, evitando o mais possível um futuro pedido de desculpas consequente a uma opinião desinformada e da qual me venha a arrepender.
Aponte-me um único assunto institucional que tenha por mim sido discutido neste fórum sem que antes o tenha feito em sede própria. Faço, e sobretudo discuto, política sempre que me apetece, que quero e que acho importante.
Ó Dra., até cartas institucionais aqui divulgou!
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:20
eheheheeheheheheh
Primeiro, a missiva que publicitei não era uma carta institucional. Segundo, acabou de provar que só falei de um assunto institucional publicamente depois de o ter assumido em sede própria.
Qual?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:22
Veremos em breve se continua disposta a dar o peito às balas...
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 16:47
Estou sempre disposta a dar o peito às balas, sempre, assim o entenda.
Garganta
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 17:05
eheheheh
puro sentido metafórico não é?
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 23:17
Metafórico seria pro(funda), a garganta.
cuidado com a carripana, mesmo que seja mais cara tem que ter catalizador, senão ainda aproveita os fumos....
Anónimo a 11 de Julho de 2016 às 23:27
So os muitos "distraidos", não perceberam que ha algo que permite a berloquista fazer o que quer...e ainda lhe sobra tempo para congeminacoes..
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 20:57
Ainda bem..., pode ser que no mesmo comentario apareca simultaneMente a esplicacao do poder absolutista de uma tal de Iria...
Anónimo a 6 de Julho de 2016 às 22:42
mas essa dra ana matos pires leva o dia a blogar e os doentes?
maria a 7 de Julho de 2016 às 01:03
Ah, coitada, faz a terapia do stress nas redes sociais Twitter e Facebook e nos blogs Jugular e Alvitrando.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 01:08
Ui, não lhe digo nem lhe conto sobre a minha "terapia do stress", bem eficaz, por sinal, sou uma mulher feliz.

Ps: escrevo em mais sítios, para além de órgãos de comunicação social tradicional de vez em quando, é procurar na net. Por aqui só comento, noutros blogs, para além do jugular, sou ou fui blogger residente, vai para mais de uma década. Quer exemplos? Um blog do Expresso, blogs eleitorais do Público, blog os Corvos, de apoio à candidatura de António à Câmara de Lisboa, blog dos Médicos pela Escolha, Capazes... e mais uns quantos.
eheheheh

Todo não, qdo posso e quero. Ontem depois das 20 houve jogo e comemorações e hoje estou atrapalhada de tempo, só no final do dia.

Muito treino em funcionar em multifunção dá nesta possibilidade de uso das redes sociais que me interessam.

seria interessante o sr ministro da saúde ter conhecimento de como um elemento com a responsabilidade que a sra" devia ter e dar o ex." passar o dia inteiriiiinho nisto !
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 01:43
Também seria interessante que o CA soubesse o que em janeiro dizia deles o seu mais recente solícito colaborador...
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 02:13
"A ULSBA, EPE, empresa do setor empresarial do estado, com natureza de entidade pública empresarial, que funciona com base no Código das Sociedades Comerciais, tem estatutos que modulam a actividade da saúde em concreto.

Assim, começa-se por questionar os diversos incumprimentos
estatutários (estatutos em anexo) que reflectem uma gestão com práticas no mínimo questionáveis e que claramente tem efeitos nefastos sobre os utentes e profissionais, bem como nos recursos financeiros (e outros) disponibilizados no âmbito do financiamento, designadamente:
a) As competências do conselho de administração (e dos seus membros) são permanentemente (numa base diária) ultrapassadas;
b) Violação do estatuto do gestor público;
c) Inexistência de Auditor Interno;
d) Inexistência de Regulamento Interno;
e) Violação da estrutura de organização funcional preconizada;
f) Violação de todos os prazos dos Instrumentos de Gestão Previsional;
g) Documentos de prestação de contas (relatório e contas,...);
h) Inexistência de Direcção do Departamento de prestação de cuidados primários;
e podendo outros ser indicados.

Relativamente às opções de gestão, que não comentaremos (pois essas dependerão directamente da competência intrínseca do órgão de gestão ou das orientações superiores emanadas), revestem-se as mesmas de más práticas bem como ausência de fundamentação crónicas.

Tendo em consideração o exposto disponibilizo-me para eventual reunião de esclarecimentos bem como de clarificação de como as más práticas de gestão verificadas influenciam a prestação de cuidados aos utentes na área de influência da ULSBA."

Fernando Nuno Costa Lobo da Costa Mestre
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 05:31
Inexistência de Auditor Interno?
Então e o militante de longa data do PSD que está lá na preguicinha.
Áh, áh, áh, áh,áh,.... que vontade de rir.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 09:11
Em janeiro ainda não estava.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 09:32
Esse já se foi,. Parece que nunca esteve a não ser para receber o ordenado.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 10:19
Afinal havia outro, a mandar sobre o CA!
Então esse não teve processo disciplinar? E pá ,esse gajo mandou isso também para o Ministro? Também queria ir para o novo CA ....mas esse é perigoso...e não sabe nada , se não fosse a ex SAL já os enfermeiros lhe tinham feito a cama.Parece o DDT.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 10:24
Afinal havia outro!Afinal há outro! E outros, não os há?
Afinal há muito mais! Afinal há muitos outros...todos os que querem ver! É tudo tão evidente...tão público...que só não vê quem não quer e lá diz o ditado "o pior cego ê o que não quer ver".
Atento 2 a 8 de Julho de 2016 às 01:23
Então esse marmanjo do engenheiro ofereceu-se a quem, para esse trabalho clarificador do desgoverno da ULSBA?
E o Conde e a Guiduxa sabem disso?Não me digam que o Ministro também lhe marcou uma audiência para escolher o CA?
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 11:04
que irá resultar deste documento? Ainda bem que já sou sócio do Inatel..., aquilo vai ficar concorrido..
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 19:14
se a Raposa do SAL vái de férias 4 meses..., o engenhocas fica lá até ao Natal
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 22:59
não tem problema eles são muito Amigos, isso ajudará a passar o tempo... só espero que não os coloquem em Albufeira
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:02
Com amigos daqueles também os administradores ficam bem! Um homem sem carácter que só quer ter poder para ganhar mais umas massas.Um autêntico "bluff"que nem sequer tem qualidades para chefiar ninguém .Perguntem no hospital quantos subordinados o consideram é o que faz ele durante o dia em prol da gestão do Serviço de Instalacoes e Equipamentos.Se não fosse a Dra. Mariana tapá-lo...ele até propõe contratos de manutenção para equipamentos absolutos e sem uso.
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 01:05
Queria dizer "obsoletos".
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 01:09
nan, nam são assim tão "amigos" parece o processo da Raposa do SAL tem mão de engenhocas...
Anónimo a 11 de Julho de 2016 às 23:31
Vão ver como o tempo vai esclarecer e de que maneira essa articulacaozinha com o engenheiro Fernando Mestre.Vai só ser matéria é matéria.Ele e o amigo dele Conde.O homem vai chegar a dirigente do topo na hierarquia da empresa.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 14:45
AMP a PCA! Transformar a ULSBA num Mercado do Bolhão...
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 17:00
A vogal o seu amiguinho engenherolas.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 18:23
Seria um autêntico "golpe palaciano".
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 18:27
ah, não tinha visto esta do meu dueto. Estão a ver, estão a ver como as coisas podem ainda piorar? ihihihihihihih
Seria como quando se dizia passar de Mao para Piao...
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 21:23
Não se ria, porque o seu aliado dizia que é drogada. (Será que vem aí a resposta de "chibo!"?)
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 21:41
ahahahahah isto é de um basismo delicioso, direi mesmo que ternurento ahahahahah

Ps1: aliado não é seguramente mas amigo sim
Ps2: o nível não chega ao de chibo, fica só mesmo pela estupidez
AMP você trabalha ? trata doentes ? A sua constante e permanente presença no ALVITRANDO deixa-lhe algum tempo livre para exercer a medicina ? sinceramente você já chateia com o seu pseudo adiantamento mental.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 22:45
hei lá! essa do chibo é só para mim..., adoro a cabra!
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 22:52
Coitadinho, feliz mas enganadote pffffffff
Indigência, ponto.
Sim, miséria é vender a Alma ao Diabo.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 21:03
oh dó tora, diga-me lá pois começo aficar curioso, e não só eu, o que fazia antes de vir para beja (blogues não vale) onde trabalhou? onde trabalhava?
è que estranhamos, tão boa em tudo..., como é que houve uma B ... de un director de serviço que a deixou sair! Enfim noz sabemos à B e... em todo o lado...
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:00
Se me mandar o seu endereço envio-lhe o meu CV e depois, como é querido, publicita-o aqui, boa? Está lá tudo, tudo, tudinho.

(vou contar-lhe um segredo, mas não conte a ninguém, os diretores de serviço não são donos das decisões de colegas)
ok dó tora

zepuvinhu@sapo.pt

Kiss
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:11
Eu não pedi o email, pedi o endereço, quero mandar em papel, assinado e em carta registada com aviso de receção.

Outra alternativa é ir pedi-lo diretamente aos RH - têm um exemplar do que enviei para o concurso de sénior - e deixar uma declaração de compromisso em como o publicita aqui.
assim não vale, perdia-se o anonimato kiduxa... perdiaa piada!

mas mande email que eu vou publicando em episódios...eheheh

kisses
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:18
Bingo!
eu logo vi que era fruta demais para a minha camioneta... falsete, criando falsas expectativas no people !
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:22
Ora, ora, ora desenvolver estratégias de tolerância à frustração é sempre uma mais valia.
concordo plenamente em muitas situações permanece a necessidade de lidar com a frustração na impossibilidade de mudança dos fatores desencadeantes (e.g. fatores externos ao indivíduo), podendo ser desenvolvida a capacidade de tolerância, através de estratégias de aceitação e mindfulness, de resolução de problemas, orientada para a procura de soluções alternativas, ou ainda através da reatribuição de significados, mas não tá fácil kiduxa


kissses
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:29
Força. Não desista. "Acardite", não desista.
Mental coach?
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:34
Com o Éder resultou.
e isso de RH é o kê?
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:19
(tudo eu, tudo eu, pfffff tenho sempre de explicar tudo explicadinho *suspiros* *olhos revirados em sinal de fartura*)
RH: Recursos Humanos
vá lá, hoje não a kero aborrecida, mas deve ficare gira com os olhinhos revirados..

kisses
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:32
na proxima vez que for ao diogo das farturas tenho de reparar como é ter os olhinhos revirados...eheheh
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:34
Isso pode acontecer num momento de "climax", mas geralmente quem vê é o parceiro. Ou então pode ser registado em selfie.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:40
O novo-riquismo com que ostenta o seu presente estatuto profissional é de um provincianismo confrangedor! Modéstia, Dra, que há muitos melhores! Só porque por estas bandas do interior não as descortina não faz de si maior de que eventualmente é. Tem de comer muito pão que o Diabo amassa, tem de atravessar muito deserto, para que possa vir aqui bater no peito a exigir respeitinho pretendendo ser reconhecida como muito sabedora.
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:22
ahahahahahahahah que pandego(a)
É insuportavelmente cagona!
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:27
Chuác
A AMP treina-se ao espelho...
Anónimo a 12 de Julho de 2016 às 23:30
Veremos sobre as ferias!
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:25
Mas o homem e um sabido em gestao...vejam so que se oferece para explicar como as mas praticas de gestao influenciam a prestação de cuidados de saude aos utentes.
Nada como um forum promovido pela PCA ,acompanhada pelo engenhocas para promoção da ciencia da gestão hospitalar ! Isto se ainda tiverem tempo ou se ele nao estiver ja de férias compulsivas.
Como irá ele fazer para se manter em gestor bajulador e critico severo do proximo CA ?
Pago para ver...
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:20
ele pode sempre utilizar esses conhecimentos em gestão dos cuidados de saude, já que os que os seria pressuposto deter parecem nãõ fazer parte do seu habitat, em programas de educaçao dos utilizadores do inatel ehehehehe (como faz a AMP)
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:27
ah isso explica a sua presença nas fotos da intranet nas reuniões do CA.. eheheheh
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:35
ora ai está porque o SIE é a M... que é! O homem percebe é de gestão de cuidados de saude, puseram-no a trabalhar fora do ramo, erro craso!
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:39
não vão por-se agora para aqui a inventar que o mais recente colaborador da AMP é o engenhocas? Será por isso que ela fez tanta questão de que a mulher do engenhocas fosse a chefe da psiquiatria?
Nem quero pensar que possa ser verdade...
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:34
eheh Isto tem um nome cá pelas minhas bandas, chama-se projeção, um mecanismo de defesa patológico, muito arcaico, através do qual colocamos no outro coisas que são nossas e que somos nós a fazer.
eheheheheh

Assino tudo o que escrevo em qualquer rede social, o Sr ministro, assim queira, pode comprovar. Aliás, já com ele partilhei pelo menos um fórum d discussão pública sobre saúde numa rede social e muitas vezes me leu e comentou em contexto de redes sociais.

Pronto, agora tenho de bazar que o tempo hoje é pouco, lá mais para a noitinha passo por cá.
Alguém tem alguma coisa a ver com o que cada um faz ou deixa de fazer.
Só cá faltavam os bófias ou os bufos.
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 15:47
Mas este comentário da Dra Ana Matos Pires não vem a propósito! Está a blocar por quem?
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 16:48
Hum?
Cf comentário que já por aí deixei. Tudo o que escrevo é assinado e com hora marcada, o Sr. ministro da Saúde, como toda a gente, tem acesso.
quando quer não! não é para fazer politiquices no horário de serviço que é paga ! brinque no seu tempo livre!
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 18:37
Olha, olha, a coartar a liberdade de expressão ihihih

Multifunção, it rings a bell?
pois pois, cuidado que com tanto neurónio a processar informação... ainda começa a sair fumo...
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 23:09
Agradeço a preocupação mas é desnecessária, dá para isto e muito mais, tubrigada.
Não sei se o engenhocas vai pro inatel..mas que não vao faltar adendas ao hoje publicitado..isso diz se que é garantido!
Mal posso esperar para ver o alto pardal...vai espumar...2 traidores debaixo da asa...tao esperto que se julga...tao burro que me saiu!
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 19:43
É oAlto pardal já mandou também instaurar processo disciplinar ao engenheiro com um instrutor de processo competente?
E que se não fez isso, alguém vai ter que dar esse passo. Anda, anda ainda vão chover. por aí , notas de culpa .
Anónimo a 11 de Julho de 2016 às 23:58
Lambias as botas do conde visando o aumento de ordenado e depois ia dizer mal de todos quando saia do bunker...grande caracter
Anónimo a 7 de Julho de 2016 às 21:09
Esta é a pura verdade. Abram a pestana!
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 08:45
O engenhocas queria ser auditor, até concorreu à posição, mas a nota foi baixinha baixinha.
Deve ter ficado ressabiado e começou a armar-se em erudito debitando umas frases feitas.
É engraçado ver alguém que não mostra competências para o cargo que ocupa mas que deveria ter, resultando em prejuízo para a instituição que representa, querer ir para uma função que está léguas das suas capacidades.
Será que o engenhocas sequer sabe o que faz um auditor?
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 10:20
Sabe, sabe tudo.Este mundo e o outro! braço direito do Conde e esquerdo da Condessa.
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 14:09
Tanto braço que não lhe valeu de nada quando o engenhocas quis subir, ainda mais, na vida para ser auditor.
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 15:11
Tinha o seu grande amigalhaço e engenhocas contentava-se com menos.Ha favores e favores...d
Anónimo a 8 de Julho de 2016 às 15:30
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O SMP foi iniciativa de um governo provisório, em ...
É fundamental um maior empenhamento das autarquias...
Para quando a inauguração da sua casa-museu?Alguém...
O principal problema de saúde e não só que deve gr...
És muito valente,mas se calhar só a coberto do ano...
Então. Ninguém aqui quer debater os graves problem...
Quanto ao relevante disse... nada.Então vamos lá:1...
Incompetência,incompetência...nada fazer nem nada ...
Para o inefável Adalberto, está tudo no melhor dos...
E quem é agora o administrador da Resialentejo? E ...
É uma tendência que se agravará ainda mais, pois o...
Será bom perguntar ao sr Arquiteto José Falcão e s...
Mais valia substituírem este deputado pelo profess...
O deputado João Dias avançou à Voz da Planície, as...
Já não seria sem tempo. Ufffffff
blogs SAPO