Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Pior do que ser jovem parvo e inconsequente é ser velho cínico e insensível.”

Zé LG, 17.03.24

sara-belo-luis-2-150x150.png«… também não me revejo na forma desproporcionada como as ações dos ativistas do clima têm sido socialmente condenadas. Um arruaceiro é um arruaceiro, um terrorista é um terrorista. Às democracias saudáveis e maduras compete tratar com calma e tranquilidade aqueles que – num momento de insensatez, mas de compreensível insensatez – infringem a lei.
A avaliar por esta campanha eleitoral, estamos condenados a ser um país de velhos exclusivamente preocupados com os assuntos que interessam aos velhos: das pensões às carreiras das diferentes corporações (médicos, professores, polícias). Reproduzimos lamúrias sobre a falta de participação dos jovens, mas depois, de forma altiva e arrogante, não os escutamos e, no final, ainda lhes damos lições de moral. Os jovens são jovens e, por isso, fazem parvoíces e atiram tinta verde. Mas somos nós que nos estamos nas tintas para eles. Pior do que ser jovem parvo e inconsequente é ser velho cínico e insensível.» Sara Belo Luís, aqui.

1 comentário

Comentar post