Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“PCP luta por um sociedade nova, profundamente democrática, sem exploradores e explorados”

"1-Não mais há propriedade individual, a terra não pertence a ninguém e os seu frutos pertencem a todos. Desaparecei de vez, insultantes distinções entre ricos e pobres, entre grandes e pequenos, entre senhores e servos. In Manifesto dos Iguais, Babeuf, 1795.
2-Eu pergunto aos economistas-políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho deproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico. in Viagens na Minha Terra, Almeida Garrett 1840.
3-Para responder a estas questões, com os ensinamentos de Marx e o exemplo de Lenine, foram criados partidos de novo tipo como o PCP que fará cem anos em 2021 e que com altos e baixos, com alguns erros mas com grande independência e assertividade, luta por um sociedade nova, profundamente democrática, sem exploradores e explorados.
Francisco da Cruz dos Santos, 20.05.2019 19:50", aqui.

 

1 comentário

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Cruz credo! Se assim é o k é.... Fdx

  • Anónimo

    O cartaz faz jus ao nome do evento! No entanto o...

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.