Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
13
Ago 18

Paulo-Arsénio-3-768x512.jpg

Na última reunião de Conselho de Ministros foi autorizada a realização da despesa, pelo Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, relativa à construção do novo Palácio de Justiça de Beja.

O investimento de 4 milhões de euros vai albergar serviços da comarca espalhados por três edifícios localizados em Beja e um em Ferreira do Alentejo.

A construção do Palácio da Justiça de Beja deverá começar no próximo ano, em terrenos cedidos pela autarquia.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, frisa que se trata de um passo “muito positivo” para concretização deste projecto.

publicado por Zé LG às 01:04
Sai mais um elefante branco para Beja!
Anónimo a 13 de Agosto de 2018 às 17:40
Tás parvo!
Anónimo a 13 de Agosto de 2018 às 18:06
Uma ajuda do governo ao Paulinho para ver se mostra algum serviço de jeito
Anónimo a 13 de Agosto de 2018 às 21:41
Fica faltando todo o resto. Acessibilidades, desenvolvimento sustentado da cidade e da região, monitorização dos mega-investimentos agrícolas e dos seus efeitos na saúde publica, rentabilização do aeroporto, industrialização, conservação do centro histórico, relacionamento com a comunidade cigana, inserção e apoio à comunidade imigrante, etc, etc, etc,...
Anónimo a 14 de Agosto de 2018 às 10:43
"A construção do Palácio da Justiça de Beja DEVERÁ começar no próximo ano." Pode ser que comece, pode ser que não comece, o que interessa para já é usar a velha táctica socialista de fazer muitos anúncios várias vezes, os idiotas do costume caem sempre ainda mais os de Beja eh eh eh Enquanto se fala destes e doutros anúncios evita-se discutir o essencial que +e a total falta de ideias e de estratégia para a cidade e concelho desta triste Câmara. Fiquem bem!
Anónimo a 14 de Agosto de 2018 às 12:19
Sem dúvida que sim, embora esse papel pertencesse principalmente aos partidos da oposição e nos lugares próprios para o efeito.

Mas não, a oposição ao atual executivo autárquico, quer à esquerda ou à direita, é inexistente. E ai do poder, seja ele qual for, que não tenha quem o contradite.
Pois a tendência natural será para o adormecimento, bastando fazer uma ou outra manobra de bastidor, como é agora este o caso que LG aqui nos reporta.
Ou seja, são aquelas declarações que servem apenas para encher e demonstrar que ainda se está vivo e se mexe.
Nada mais.

E o resto, sim o resto. O que é que P.A. e o seu executivo, nos têm a dizer?
Nada!
Anónimo a 15 de Agosto de 2018 às 10:54
Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
“Meter a cabeça na areia” é mais fácil pensamento!
Ora aqui está uma excelente ideia.Parece que a per...
Afinal a máquina que o Rocha adquiriu já está a fa...
Tens razão João, agora é mais Flamingos...
Podias era responder às questões que se colocam e ...
Bares de "Flamengo"? Asneira, pois claro.
https://entreasbrumasdamemoria.blogspot.com/2018/0...
Porra até que enfim! Ainda falta a marcação no pav...
Ena tanta gente preocupada que Beja venha a ser no...
É só fumaça.
Desculpe?? Debater com seriedade??Chamando aos out...
Falta assumirmos nós uma atitude pedagógica.
Só há problema quando há teimosa tenacidade “cultu...
Badamerda com o Hitler. E não tenho duvida alguma ...
blogs SAPO