Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Passos para trás na política de inclusão nas escolas

...

É uma Portaria que impõe a segregação, e que não ajuda os alunos com NEE’s a nenhum nível: retira-os da escola (factor que também retira a possibilidade de alunos sem NEE’s conviver e aprender com estes alunos), não responde às necessidades específicas e em nada contribui para o ensino individualizado e para incrementar o sucesso da inclusão na vida pós-escolar destes alunos.

Aliás, a filosofia desta Portaria é clara: o Governo assume claramente que considera que a única via para os alunos com deficiência em currículo específico individual é a institucionalização.

Esta é a política: divisão de alunos de acordo com as capacidades cognitivas e condição sócio-económica: alunos com NEE’s para as instituições, alunos pobres na escola pública atacada e desvalorizada, e as elites no ensino privado a quem são atribuídas todas as condições.

É tempo de dizer basta. Comecemos por exigir a revogação imediata desta Portaria, porque, de facto, com este Governo só damos passos para trás…

Bruno Martins (crónica na rádio diana)

Retirado de: http://www.cincotons.com/2014/06/passos-para-tras.html

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exactamente!

  • Anónimo

    Um bom exemplo! Que aliás deveria ser replicado co...

  • Anónimo

    Zobaida disse aqui e muito bem, que depois de algu...

  • Anónimo

    Os meus parabéns a Rui Raposo e colaboradores. Jov...

  • João Espinho

    As duas formas estão correctas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.