Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O QUE VAI ACONTECER Á ONCOLOGIA DO HDB?

Zé LG, 01.09.14

«… o Alvitrando não é o melhor espaço para grandes debates. Mas também sei, que na ausência de outros, também serve, como se pode comprovar pelo que aqui (http://alvitrando.blogs.sapo.pt/o-que-se-passa-no-hospital-distrital-de-2748641) está a acontecer. 
Parece-me que desta vez a maioria dos comentadores está a participar de forma séria e construtiva para um melhor esclarecimento. É pena que usem muito o "mediquez" e discutam em circuito fechado. Se escrevessem em português simples e ousassem sair do "templo" todos beneficiaríamos muito mais com este debate. 
Não será possível serem mais directos a abordarem os principais problemas que afectam a Saúde na nossa região e como acham que eles poderiam ser resolvidos e o que é preciso fazer para que isso aconteça? Acredito que sim e desafio-os a fazê-lo… 

Zé LG a 6 de Agosto de 2014 às 00:16

 

Apesar deste meu apelo, o debate tem-se mantido no mesmo registo. Por isso, insisto desafiando-os a pronunciarem-se sobre uma questão concreta que interessa a muita gente: O que vai acontecer à Oncologia do HDB, face à reorganização hospitalar? Vai passar a ter os serviços complementares que deve ter este Serviço ou vai acabar porque os não tem?

2 comentários

  • O problema do debate destes temas neste blog, aliás como em qualquer outro, é que têm sempre por trás a luta politica pelo poder. A qual vai mudando com os interesses do momento, que por vezes se tornam até antagónicos, como é o caso.E não uma análise séria sobre os pós e contra dos mesmos.

    Lembro também que a génese de todos estes encerramentos, têm a ver com o modelo de regionalização que nos foi imposto de forma ditatorial há alguns anos. Mesmo com um referendo em que o povo português e o Baixo Alentejo em particular, o rejeitou de forma categórica.

    Logo problema da Oncologia no HJJF ou outro qualquer similar, não deveria ser posto sem o pano de fundo da desdita regionalização e a criação de um tão grande Alentejo, que é só tamanho de países como a Bélgica.

    Bélgica, que é só um estado federal, constituído por três comunidades e quatro regiões. As regiões de Flandres e Valónia estão subdivididas em cinco províncias cada. As províncias estão subdivididas em 589 municípios

    Logo alguns políticos locais que a então defenderam de unhas e dentes, e que agora põem estas questões, deveriam pensar um pouco antes de se armarem em esposas traídas, sabe-se lá porquê...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.