Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O que separa mais as pessoas

Zé LG, 27.10.21

PA 4112307.JPG.crdownloadO que mais separa as pessoas é o acesso aos bens de primeira necessidade. Uns têm acesso a tudo e outros não têm acesso a (quase) nada. E não é o trabalho, ao contrário do que muitos tentam fazer crer, nem sequer o conhecimento ou a inteligência que as separa de forma tão dramática. É evidente que o trabalho, a inteligência e o conhecimento são ferramentas fundamentais para o sucesso. Mas há quem se farte de trabalhar, seja inteligente e tenha bastante conhecimento e não passe da cepa torta, enquanto outros que (quase) nada fazem e não se distiguem pela inteligência e pelo conhecimento, que não param de acumular riquezas. Quantos dos que se fartam de trabalhar não conseguem ter e garantir aos seus uma vida minimamente digna? Há cada vez mais trabalhadores que, apesar de trabalharem, são, cada dia que passa, mais pobres. Até quando vamos tolerar que estas tremendas injustiças se mantenham e, em muitos casos, se acentuem? Exigem-se medidas que contribuam para inverter este rumo e não apenas algumas mesinhas podem servir para ajudar a aguentar mais as dores sociais que tanto afectam tanta gente, mas não resolvem os problemas essencias com que as sociedades se confrontam.