Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O que se passa nos Centros de Saúde de Beja?

Zé LG, 11.08.20

«Nunca pensei de ter que esperar à porta do Centro de Saúde de Beja (junto ao Hospital), na rua, para pedir receitas. Também me espantou o facto de haverem doentes cá fora à espera de ordem para entrarem a fim de serem atendidos ao balcão. Alguns queixando-se com dores. A surpresa maior foi ao ver que quem fazia o primeiro contato com os doentes era o segurança de serviço e fazia também a ligação entre quem estava cá fora e quem estava no atendimento administrativo, dizia que na sala de espera do atendimento não poderiam estar mais de oito pessoas. Ora essa, e não havia um enfermeiro para receber os doentes? E se algum doente precisasse de assistência urgente e surgisse alguma tragédia, de quem era a culpa? Do segurança? Do próprio doente?

Precisar de ajuda do Centro de Saúde e ter que esperar ao sol, de pé e sem condições é inadmissível e os responsáveis devem ser chamados a contas por quem de direito.

Depois se acontecer algum acto menos digno não se queixem das consequências.»

Antonio Casaca

«Hoje foi um dia para esquecer, passado no Centro de Saúde de Beja, desloquei-me ao mesmo com a minha esposa, na esperança do poder mostrar exames à minha médica de família, a qual gentilmente vou esconder o nome, cheguei ao CSB pelas 7, 45 quando tinha a informação que a mesma, (MF) estaria presente pelas 9 h, esperei até perto das 12 h, sem notícias da mesma, mas sabendo que estava no CSB, com notificação que estavam utentes para falar com ela, pois...nada ! agora vai de férias e os utentes que se virem ou paguem para ir a particular. Senti-mos revolta, vontade de dizer algumas coisas que no nosso perfeito juízo, não dizemos e nestes casos os utentes são quase sempre mal educados quando, o seu direito à saúde é defraudado, o Covid 19 não pode ser desculpa para tudo!! Tenho que louvar o médico que estava em consulta de recurso, já pelas 15,40, foi excecional!! basta seguir o dia e hora , para saber quem foi, o meu muito obrigado!! O nosso dia atribulado, terminou pelas 18,15 h.»

Carlos Santos

8 comentários

Comentar alvitre