Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O deslizamento de Borba

Zé LG Zé LG, 27.11.18

Podia-se e devia-se falar de Borba por tantas e tão boas razões: os seus mármores, a sua História, as suas gentes, os seus vinhos e azeites, os seus queijos e enchidos, o seu pão e os seus doces, …

image.aspx.jpegMas não! Há mais de uma semana que Borba abre telejornais e noticiários pelas piores razões: um deslizamento de terras arrastou um troço de estrada entre pedreiras e com ele uma máquina e dois trabalhadores das pedreiras e, tudo indica, mais dois carros e três pessoas, que por ali passavam como de costume.

Não tenho escrito sobre esta tragédia porque não gosto de falar de desgraças e também porque não gosto de fazer juízos precipitados. Decidi-me fazê-lo agora porque, apesar de ainda não terem sido resgatados todos os corpos que se supõe terem sido arrastados com o deslizamento do troço de estrada e de ainda ser cedo para apuramento de responsabilidades criminais, me parecerem ser, mais ou menos, evidentes as responsabilidades políticas e morais: (1) da Câmara Municipal que, havendo “alertas” para o perigo de acontecer o que aconteceu, devia ter mandado encerrar a estrada logo que deles teve conhecimento; (2) o governo que, através de serviços o Estado, licenciou e permitiu que continuasse em exploração a pedreira que “descalçou” a estrada; (3) os donos da pedreira que levaram a exploração da mesma até ao “descalçamento” da estrada.

Não sei se os tribunais virão ou não a condenar criminalmente os que aqui aponto como responsáveis, mas parece-me que ninguém deixará de achar que eles podiam ter evitado que esta tragédia tivesse levado a que tanto se esteja a falar de Borba por más razões…

(foto daqui)

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 28.11.2018

    Não deves ter percebido o comentário, mas eu vou tentar explicar-me melhor.
    Não estou a desculpabilizar nada nem ninguém, o que estou a dizer é que o avolumar de problemas já é tão grande e já vem de à tanto tempo que se há culpados então somos todos porque deixamos chegar as coisas a este estado.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 29.11.2018

    Ora cá vem de novo a história deve" sermos todos culpados" da impreparação e incompetência dos nossos políticos, sejam eles dos poder central ou sobretudo do local.
    Trata-se de uma mentira, que à força e com a frequência que aqui é dita, até ameaça mesmo e até tornar-se numa verdade.
    Não, não e não.
    No sistema dito democrático que temos, saído do 25 de Abril de 74, e mesmo com tantas e tantas vozes a pugnar por mudanças. Continuamos a não votar em pessoas que nos representem, mas sim em partidos. E são estes e sobretudo o seu líder do momento, que escolhe a dedo e de acordo com as suas conveniências, quem nos irá governar e tomar as decisões cruciais para a nossas vidas. Que não raramente, não só não conseguimos perceber, como por vezes não nos inspiram confiança alguma. Antes pelo contrário. E o mesmo se passa na esmagadora parte das vezes nas eleições autárquicas.
    De modo que, vir para aqui uma vez e outra dizer que nós é que somos os culpados do estado decrépito e da decadência das nossas povoações e dos nossos concelhos. Tal como do estado das finanças publicas, da educação, da saúde, da justiça, etc, etc, etc,.. Porque nos dão como única hipótese de votar, num sistema eleitoral politico em que a maior parte da população não acredita ou minimamente se revê. Veja-se os níveis de abstenção eleitoral. É preciso ter lata.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 29.11.2018

    Não é preciso ter lata mas é preciso ter coerência, que é coisa que tu não tens.
    Mas porque carga de água é que pões os politicos e o resto do mundo como se fossem espécies diferentes.
    Se tu te colocas à parte é porque queres, se tens ideias, coragem para as assumires e aceitas a democracia entra na politica e vai a votos.
    Se não o fazes podes ter a certeza que também és culpado.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.