Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 08.11.2015 13:17

    Qual loby do PS!
    Uns que andam por lá , sem produzirem nadinha , à espera que lhe caia do céu o tal poder para continuarem com o desgoverno da ULSBA de mais de uma década. Esse
    poder tem os dias contados ou então terá o hospital os seus dias contados. Não há já escolha!.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 08.11.2015 16:09

    Esse é de facto o grande drama de M. Frade.
    É que olhando para o passado , ninguém, além dos próprios e dos seus interesses puramente pessoais, acredita que a substituição de uns por outros, melhore o que quer que for ou reverta o que é que seja.
    Aliás há um continuum no mesmo tipo de estratégias e nos erros cometidos, que nos trouxeram à situação em que o hospital se encontra.
    Daí bem podem continuar aqui a pregar, que poucos, muito poucos, acreditam nas suas prosas.
  • Sem imagem de perfil

    Munhoz Frade 08.11.2015 17:02

    Fico enternecido pela preocupação de alguém que designa um misterioso "drama" como sendo meu... Ao longo de décadas expressei opiniões críticas acerca da política de saúde no nosso distrito. Convido quem queira conferir, nas dezenas de artigos por mim escritos e publicados no Diário do Alentejo, em que ponto terei dito que bastava a substituição de umas pessoas por outras para que tudo melhorasse. É sabido que as minhas posições não estavam alinhadas com as dos partidos que ocuparam o ministério da saúde. Mantenho, no essencial, a análise da situação que há muitos anos explanei. Acredito, e como eu certamente muitos dos meus concidadãos, que o atual contexto de entendimento histórico que agora se inicia possa criar um consenso para uma correcta política de saúde que não prejudique o distrito de Beja. Isto não é dramático, é exaltante! Cortem com a tradição de "velhos do Restelo"!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds