Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“NÃO SERIA NEGATIVO SE OS CONFRONTOS FOSSEM DE IDEIAS, E NÃO DE AMBIÇÕES.”

A Saúde é o assunto mais político que há! O que é negativo não é esse facto, mas o modo como as disputas entre clientelas partidárias ávidas de poder se realizam. Não seria negativo se os confrontos fossem de ideias, e não de ambições. É como se fosse um pequeno País.

Anónimo a 22 de Março de 2016 às 08:33

 

É verdade. Não é por acaso que este tema atinge elevadas taxas de participação neste blogue. Mas o teor da maioria dos comentários demonstra que se foge de aprofundar razões, alimentando emoções com algo de futebolístico...

Anónimo a 22 de Março de 2016 às 08:49

 

AQUI.

18 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Pirolito 31.03.2016 23:00

    Mas estamos em Beja , em Portugal, por enquanto não vamos presos . Parece que era o que queria , mas não apanha. Ja chega a prepotência do CA Ulsbiano, se pudesse estava tudo engaiolado, a cada piu que não agradasse , gaiola com o pássaro.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.03.2016 23:06

    O único membro do CA que se aproveita é a Directora Clínica, mas tb sozinha não consegue fazer nada e com aquele grupo não vai a lado nenhum, por mais que queira.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.03.2016 23:07

    Veremos até onde levarão a palhaçada.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.03.2016 23:22

    Ostracizam as pessoas com capacidades só porque pensam diferente.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.03.2016 23:40

    Guardem algum do vosso azedume para o próximo CA do PS.
    Cá estaremos para ver se fazem o mesmo que com este CA.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.04.2016 09:59

    Este é um CA do PS porque está nomeado com um governo do PS e segue a estratégia do PS, senão sairia.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.04.2016 10:31

    Nomeado pelo PS??? E pode saber-se que estratégia é essa?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.04.2016 10:49

    1° de Abril!!!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.04.2016 11:43

    Leia-se o documento estratégico para a gestão da ULSBA, plano para o próximo triénio-2016,2017,2018- no site da Unidade Local, como ditam as regras do bom governo das empresas públicas imbuídas da prática da transparência nos negócios públicos.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.04.2016 11:48

    OK, vamos a isso!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 03.04.2016 00:15

    Ajudem-me lá! Já andei à procura, mas não encontro o tal do Plano Estratégico. Aí vai o link:

    http://www.hbeja.min-saude.pt/Organiza%C3%A7%C3%A3o/Princ%C3%ADpios+do+Bom+Governo/?sm=2_4
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 03.04.2016 11:27

    Então não percebeu que era 1de Abril! Essa gente não fazia uma coisa dessas.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 03.04.2016 11:58

    Ah, mas apesar de não se apresentar um plano para o triénio em curso, há lá outras coisas interessantes.
  • Sem imagem de perfil

    Munhoz Frade 03.04.2016 15:27

    Estando certo de que os meus concidadãos têm de mim a expectativa de que dê um contributo crítico em relação ao sistema de organização dos serviços de saúde, vou aqui levantar alguns aspectos da análise que me ocorreu fazer sobre um documento disponibilizado na internet pela nossa Unidade Local, de onde se pode extrair algo sobre a visão estratégica do presente Conselho de Administração. Trata-se do designado “Plano de Atividades – Ano 2015”, datado de 30.04.2015. Não dispomos de qualquer documento mais recente, que designadamente desenhasse uma visão estratégica projectada ao triénio seguinte.
    Não obstante citar objectivos, acções e medidas de diferente natureza, nesse documento não se percebe em que lógica matricial tais itens conjuntamente se inserem. O modelo de integração de cuidados expresso no documento em análise é o de níveis de cuidados, sobrepostos verticalmente “em pirâmide”. Ora, quer-me parecer que essa concepção não nos ajuda a caminhar no sentido da integração funcional, objectivo declarado da Unidade Local de Saúde. Esse desiderato deveria ser um dos resultados derivados de um modelo organizativo a que sucintamente posso chamar de “sequencial”.
    Durante décadas falou-se de “articulação entre níveis”, numa lógica semelhante à dinâmica resultante da oferta/procura no domínio da prestação de serviços. Mas exploremos a extensão do conceito económico de “fileiras” no sector terciário ao nosso contexto organizacional. Se o “negócio” é o mesmo, faz todo o sentido que a estrutura seja única! Sem pôr de lado as “experiências transversais” no âmbito das doenças crónicas (p.ex. Diabetes), talvez a organização derivada do sistema de Unidades Autónomas de Gestão seja a mais adequada para fazer a ligação de áreas de cuidados antes separadas, comprometendo-as aos mesmos objectivos. Talvez seja esse o caminho para a solução do caos crónico do Serviço de Urgência.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 03.04.2016 23:23

    Ainda dizem que o PS só tem boys!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 04.04.2016 10:19

    Os boys já foram comprados, com lugares...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 04.04.2016 12:36

    Não se vê nada , mas que lugares?
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Exactamente!"O tempo é o único capital das pessoas...

    • Anónimo

      Boa notícia, nos tempos conturbados actuais.

    • Anónimo

      O caro(a) CGP pode sempre juntar-se ao Beja Merece...

    • Anónimo

      Vamos lá ver......Gostava muito mais que fossem an...

    • Anónimo

      Torna-se importante reflectir se cada um de nós e...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds