Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Não confundo as pessoas com os cargos que exercem”, afirma Sónia Calvário

Zé LG, 02.03.21

28661144_1689103707822373_2397492462789307058_n.jp«… presumo que deve ser difícil para si aceitar que existem pessoas, e são muitas felizmente, que pautam os seus comportamentos de acordo com os princípios que defendem. Quanto à vereação, também lamento desiludi-lo: exerço o mandato onde entendo que o devo fazer - na CMB. Poderá consultar as atas das reuniões ou assistir às mesmas (a próxima é quarta-feira, via zoom, e requer prévia inscrição). Não confundo papéis, nem sinto necessidade de publicar nas redes sociais os meus passos, quer os que tomo na esfera pública, quer os respeitantes à minha vida privada. Claro quem o faça e a crítica. Estou disponível para ouvi-lo e falar consigo...sendo, porém, necessário saber quem é. Compreenda que não é mania; apenas por uma questão de respeito. E descanse que a conversa, a ter lugar, talvez por "defeito" de profissão, estará sempre sob sigilo. E, já agora, o texto não foi escrito na qualidade de vereadora. Foi num blog, enquanto cidadã. Lá esta, deverá ser, para si, difícil entender que se consiga fazer essa distinção. Mas ela existe. Não confundo as pessoas com os cargos que exercem, apesar de entender que quem exerce cargos públicos deve ter um " determinado perfil" enquanto pessoa. Sempre fiz por me respeitarem enquanto cidadã e enquanto eleita; sempre procurei não deixar que a cidadã limitasse ou condicionasse a eleita e vice-versa. Agradeço o tempo que dispensou ao ler a crónica, esperando que a tivesse lido toda, e não apenas os excertos que estão aqui neste espaço.» SC

Assim respondeu Sónia Calvário a “Anónimo 02.03.2021”, aqui, depois de esclarecer também que «lamento contrariá-lo, mas de facto não estou vacinada. E sim, foi a minha ética que me levou a recusar.”

9 comentários

Comentar alvitre