Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

MRS QUER REDUZIR O DIREITO DE QUALQUER CIDADÃO A UMA CANDIDATURA A UM PERCURSO OBRIGATÓRIO NA POLÍTICA

O MEDO SEGUNDO MARCELO REBELO DE SOUSA:

1098152_10205221375003194_1759030591577819376_n.jpMarcelo Rebelo de Sousa rasga o marasmo da campanha presidencial acusando Sampaio da Nóvoa de não ter experiência política, nem em cargos de governação local ou nacional.
Vai mais longe e questiona onde esteve SN nos últimos 40 anos! E fá-lo num tom preocupado. Sabe que está perante o seu adversário directo.
Evocando o destino da vida de SN nas ultimas quatro décadas MRS quer enaltecer o seu próprio percurso político, a sua experiência e a sua ligação a Portugal desde o 25 de abril. Tudo aquilo que noutros momentos quer disfarçar ser, quando é mais conveniente não ser o candidato comprometido com políticas e com más decisões que prejudicaram o país e os cidadãos. Quando Marcelo quer ser apenas o comentador simpático e mediático que no entanto esconde quando são expostas as suas contradições. Mas isso é apenas uma parte da sua personalidade.

O que hoje afirmou é bem mais grave: MRS quer reduzir o direito de qualquer cidadão a uma candidatura a um percurso obrigatório na política. Ou seja, o que ele não quer, questiona e não aceita é que o direito constitucional - que tanto apregoa conhecer como ninguém - de candidatura seja realizado por outros que não os do costume. Mais do mesmo, portanto!
E nesta atitude, que desmascara o Marcelo populista, revela as suas semelhanças com Cavaco, com Passos e com Portas... destacando sobretudo a dificuldade em lidar com os outros, reconhecendo-lhes direitos e legitimidade.
Em tudo isto apenas uma coisa boa se revela: MRS não é o que parece ser e a revelação não está apenas na contradição que lhe conhecemos. Está no seu entendimento de poder e de manutenção do poder, contra a política, contra a renovação e participação e contra os cidadãos não predestinados. Está no medo de ceder o lugar a outros. Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, claro!
Jorge Barnabé

28 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Muitos funcionarios da Camara comentam que no temp...

  • Anónimo

    Arsenio e companhia nao se inibem de perseguir aqu...

  • Anónimo

    Não há nada melhor que o anonimato para dar tintin...

  • Zé LG

    Em momento algum coloquei em causa a competência d...

  • Anónimo

    Queiram ler o ultimo post de Paulo Arsênio no Face...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.