Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

MORREU VARELA GOMES, O OPERACIONAL DA REVOLTA DE BEJA

c53ae42b274a569a9a1f55833b6a82dd.jpg

Morreu esta segunda-feira João Varela Gomes. O coronel foi, durante a guerra colonial, o primeiro a pegar em armas contra a ditadura de Salazar; e foi, no 25 de Novembro de 1975, o último a depor as armas quando chegava ao fim a "Revolução dos cravos".

Na madrugada de 1 de Janeiro de 1962, o então capitão Varela Gomes dirigiu com Manuel Serra a operação de tomada do quartel do Regimento de Infantaria 3, em Beja.
Varela Gomes afirma que não foi o "autor do golpe de Beja", e atribui o mérito da autoria a Manuel Serra. No que lhe diz respeito, assume-se simplesmente como dirigente operacional da revolta. E nessa qualidade, admite, não deveria ter sido ele a empreender a prisão do segundo comandante do quartel, major Calapez Martins. Daí resultou ser ferido com gravidade e ser derrotada a revolta logo na sua fase inicial.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Dá jeito em todos os partidos, haver lacaios pront...

  • Anónimo

    Efectivamente é disso que se trata! Banalizam-se a...

  • Anónimo

    Exactamente! O "idiota útil", empurrado pelos "gra...

  • Anónimo

    totalmente de acordo. o Paulo Arsenio é um boy com...

  • Anónimo

    O Paulo Arsénio está ao serviço do PS, não contest...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds