Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Jorge Rosa, presidente da Câmara de Mértola, considera que a “falta de influência política leva a menos investimento público”

Zé LG, 04.05.21

imgLoader2.ashx.jpg

Jorge Rosa, presidente da Câmara de Mértola, refere o “caminho de desenvolvimento” iniciado há duas décadas, que tem permitido ver reconhecidas, “por todos”, a modernização e a evolução do concelho. O autarca manifesta ainda as condicionantes provocadas pela pandemia.

O que se modificou no concelho de Mértola, desde 2017 - o Pavilhão Expo Mértola, o projeto e a filosofia da Estação Biológica de Mértola e a Galeria da Biodiversidade. Há outros projetos em curso, como sejam o Centro Ocupacional para Deficientes; o novo Centro Escolar de Mértola; a remodelação da Avenida Aureliano Mira Fernandes. Redes de águas e esgotos e respetivos órgãos de reserva e tratamento; reparação e requalificação de parte da rede viária; remodelação em várias localidades ao nível dos arruamentos e pavimentação. Avanços no processo da navegabilidade do Rio Guadiana, na requalificação ambiental do parque mineiro de São Domingos, na eletrificação agrícola e rural.

As “obras” mais emblemáticas deste mandato - o Lar das 5 Freguesias, apesar de ainda não estar acabado; o Pavilhão Expo Mértola; o processo de eletrificação agrícola e rural.

Objetivos, ambicionados para este mandato, que poderão ficar por cumprir - nada de essencial ficou por avançar.

Principais problemas com que o concelho de Mértola se debate - Falta de influência política. Que leva a menos investimento público, menos oportunidades de emprego, menos pessoas, menos consumo e menor dinâmica empresarial. Aas alterações do clima, do aumento da desertificação física, que será um problema não regional ou nacional, mas global.

Principais desafios que o presidente da Câmara de Mértola terá pela frente - Espera-se que um presidente de câmara tenha uma perspetiva mais regional, mais aberta e estratégica, ao mesmo tempo que tem de ter capacidade de gestão, de liderança e de decisão. Dar continuidade – que em minha opinião é absolutamente vital – ao deixado trabalho encaminhado.

12 comentários

Comentar alvitre