Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Jogos florais políticos adiam respostas aos problemas do País

Zé LG, 13.11.23

image_2023-11-13_11-53-56.jpgCom o pedido de demissão o primeiro-ministro e o anúncio da dissolução da Assembleia da República e a marcação de eleições para dia 10 de Março, acentuou-se o clima de jogos florais na política nacional, em que se discutem os pormenores do que cada um disse e não se tratam – e nalguns casos adiam-se até ver -, os problemas com que o País e os portugueses se confrontam.

Entretanto e apesar da crise política que derrubou o governo ser grave e afectar o futuro do País, o Presidente da República achou por bem manter o governo em funções, permitir a aprovação pela Assembleia da República do Orçamento de Estado, que mereceu a contestação generalizada das oposições, e marcar eleições para Março, quatro (!!!) meses depois de aberta a crise e a três meses das eleições para o Parlamento Europeu…

Lá para Abril ou Maio vamos ter um novo governo – vamos ver quanto tempo vai demorar a tomar posse... -, com o Orçamento de Estado preparado pelo anterior e a preparar as eleições europeias e, eventuais, alterações ao Orçamento aprovado e um novo Orçamento para 2025. É isto que temos a esperar do próximo ano. Isto e mais jogos florais políticos, com mais desculpas para não atacarem e resolverem os problemas que se arrastam...

6 comentários

Comentar post