Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
06
Jan 18

050120181455-450-JooDias.jpg

João Dias vai substituir João Ramos, na Assembleia da República. Segundo a DORBE do PCP, esta substituição, que vai acontecer a partir de 1 de Março, verifica-se por razões de natureza pessoal e familiar, do deputado João Ramos.  A segunda candidata da lista da CDU às eleições legislativas pelo círculo eleitoral de Beja, Teresa Pires, apresentou impedimentos de ordem pessoal e de saúde para assumir o cargo de deputada, avança por isso, o número três, João Dias.

João Dias, natural do concelho de Serpa, tem 44 anos, é enfermeiro de profissão, exercendo há mais de duas décadas no concelho de Beja, repartidas entre o Hospital e o Centro de Saúde. É militante do PCP desde 1996, é membro da Comissão Concelhia de Beja e do seu Executivo, e eleito da CDU na Assembleia Municipal de Beja.

publicado por Zé LG às 16:01
Teria sido melhor como Enfermeiro-Diretor da ULSBA. Felicidades.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 16:20
Será que foi por essa hipótese que o Dr. Frade não foi nomeado Presidente do CA?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:11
Mas que disparate.O Dr. Frade não foi nomeado porque o PS bejense não quis e o Sr. Ministro deu o dito por não dito.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:18
O PS local não quis uma geringonça?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:19
Uma geringonça têm eles lá agora .E que bela geringonça!
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:23
Uma traquitana!
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:25
Uma traquitana e daquelas que não arranca.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:36
O enfermeiro Joao Dias é bom naquilo que faz em qualquer lugar.O PCP teve olho.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:25
Exato! Seria um bom Enfermeiro-Diretor, que tanta falta faz à ULSBA.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:26
Os bons não fazem lá falta naquele hospital.O reino não é deles.


Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:35
O reino é do Reina?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:37
O reino é de quem tem o poder e manda lá do alto.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:40
Esse tem o que queria e traiu o Dr.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:48
“O Sr. Ministro deu o dito por não dito.”!!! Finalmente ficamos a saber! Zangam-se as comadres...
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:35
Já toda a gente sabe que o Sr.Ministro mandou o Dr.Frade constituir equipa e depois o vento mudou e ele não voltou.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 17:38
Sim, conseguiu-se saber que a promessa não cumprida foi feita no dia 26/4/2016.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 18:03
Não quero confirmar, muito menos desmentir...
Munhoz Frade a 6 de Janeiro de 2018 às 18:09
Traições na política são o dia a dia.O deputado do Distrito bem que o utilizou quando entendeu e precisou dele para derrubar o Gaspar.Assim que o conseguiu e com páginas de jornal e processos disciplinares à mistura,abandonou o barco que não deu e não quis dirigir.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 09:30
Ainda o Gaspar volta ao CA da ULSBA mesmo reformado.Querem uma apostinha?E só o Santana ganhar esperar.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 09:43
Voltem que estão perdoados como o Mestre foi perdoado.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:01
O deputado do PS não quer saber da saúde no Distrito.É um homem do campo e aí tem tido os seus sucessos.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 09:48
A Saúde no Baixo Alentejo só terá as migalhas que sobrem.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:12
Quem desdenha o que tem à mão nada tem.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:29
Então será melhor ficarmos com o que temos e ver se não deixamos fugir mais que Évora está ali pertinho.
Nem um representante do Baixo Alentejo temos nas direcções distritais .agora foi a segurança social com uma nomeação de um concelho de Évora.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 12:22
Quem quer ser tem de acontecer.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 12:25
Felizmente também há comunistas no PS. Eles hão de se mexer.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:21
Comunistas no PS? Então já não cabem no PCP ou foram expulsos? O PS agora não aceita alguns que são do PS e toda a vida votaram no partido fixe e aceita e quer comunistas? O mundo está às avessas.Ja acredito que não sei onde voto.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:46
Não são dos stalinistas, claro!
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:49
São comunistas , certo.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 19:39
Anarquistas.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 19:43
Atrevidos.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 20:49
No PS há Ex-comunistas. Ou não?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 21:03
Pina Moura, José Magalhães, Vital Moreira, Mário Lino, etc.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 22:24
O PS sempre soube tirar bom proveito desses dissidentes.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 23:27
São Ex .
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 23:34
Ah
Anónimo a 8 de Janeiro de 2018 às 00:01
Mas o Mestre precisava do lugar porque tinha que sair donde estava e fazer exigencias.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 18:30
O que determinou um desenlace que não beliscou a aptidão do Dr.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 19:05
Exatamente! Não sabemos é se haverá nova oportunidade...
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 19:16
A CIMBAL poderia...
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 19:54
A CIMBAL poderia o quê? Falam do que não entendem.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 20:44
Poderia.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 20:46
Designar o Dr. como vogal do CA?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:05
Pode esperar sentado se está contando com o ovo.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:12
O enfermeiro Joao Dias irá ser um bom deputado.Recomendo -lhe que olhe pelas gentes do Baixo Alentejo.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:14
Irá tomar posições contra o centralismo de Évora?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:22
Essa galinha faz o quê?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:15
Já têm um boy mais sabedor prometido?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:18
Estranho todo este messianismo aqui em relação a M. Frade.
Sem dúvida que se trata de uma pessoa que merece a nossa consideração e respeito como médico e cidadão.
Agora em termos políticos, e falo nisto porque estamos a falar em cargos políticos, não me parece que no seu partido em Beja, que haja muitas pessoas que o apoiem e considerem para os referidos lugares.
Penso até que pelo contrário, M. Frade, pelo que se observa e vislumbra, dificilmente ou nunca, conseguirá almejar o que quer que seja em termos executivos na saúde da região.
Vai uma aposta?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:37
Tanto pior. É bem sabido que ele nunca hipotecou a sua consciência, o seu pensamento independente. Se não teve apoio político - que só poderia ser incondicional, é bem provável que nunca seja nomeado. Não é farinha desse saco. Ele sabe bem que isso é assim, o que não lhe deve tirar pitada de sono. Para que precisam os bejenses de um Messias quando o que esperam é um D. Sebastião?
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 22:27
Sim, fica-se pelas vitórias morais!?
Sabe que em politica, os moralistas e bem-intencionados contam muito pouco.
O que contam são os vencedores:
Pelo que seria bom para ele, e também para todos os interessados pelo estado da saúde e da região, que aqui o debate mudasse um pouco os seus conteúdo.
Isto, porque senão, não saímos do choradinho habitual.
Ou seja, vamos falar e centrar a nossa atenção nos vencedores, do que eles fazem ou não fazem, e sobretudo do que já deveriam estar a fazer.
Até porque as coisas não vão lá apenas com bolos-reis gigantes e ou o cante alentejano para alegrar a populaça, embora talvez até também façam faltam.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 00:01
Então que os vencedores falem!
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 00:09
Não, os vencedores nunca falam. Nós é que os temos que obrigar a falar.
Ou seja, a dar contas às populações do seu trabalho ou falta dele em prol do bem comum. Motivo único porque lá estão e lhe pagamos ordenados e regalias muito acima da média dos outros trabalhadores do Estado.
E a última coisa, que nós devemos fazer, será passar quatro anos impávidos e serenos a ver "a banda passar", sem que nos manifestemos através dos meios ao nosso alcance, e os obrigarmos a falar e avaliarmos o seu desempenho profissional.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 13:14
Falam nos sítios certos.Blog Alvitrando é minudencia que nem vão ler.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 13:32
Olhem ponham lá um boy dos que passeiam pelo hospital e completem a traquitana.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 10:21
Ponham o Apolino.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 10:42
Messianismo? Essa é boa!
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 13:49
Entre um Desejado e um Salvador , que venha o que mais a saúde no Baixo Alentejo mais necessita.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:08
Caída de pára-quedas no colo dos comodistas...
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:19
Ora nem mais,acertou em cheio.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 15:21
Isso não era a mesma coisa.
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 21:14
Claro que não haverá mais oportunidade alguma. Daí não se entender a sua postura ou de quem aqui nele fala em seu nome vez após vez.
Estarão a mendigar alguma coisa?
Ou apenas a queimar o seu bom nome em lume brando?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 20:36
Ah ah ah ah
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 20:47
Uuiiiiii. Que aqui há gato.
Não sei de que cor, mas parece-me rosa ou vermelho.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 21:01
Nenhum orgulhoso mendiga. Quanto a lumes, a Fénix sempre renasce...
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 20:55
A concelhia não quis porque ele não aceitaria cunhas?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 10:53
O Dr não é político local e havia muitos outros interesses, como os que estão aí instalados.
E a lei não irá ser cumprida pela Cimbal.Querem uma apostinha?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 10:59
Mais uma história exemplar para o cidadão conhecer de que massa são feitos os políticos.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:02
Que memória tão curtinha!
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:20
João Dias: fixe, pá!
Anónimo a 6 de Janeiro de 2018 às 22:35
Boa,gostei da mudança embora não seja do meu partido.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 09:36
O Joao não vai esquecer-se da saúde no Distrito,na área da prevenção e promoção.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 09:56
O João Ramos desempenhou bem o seu papel, mas o problema é ser um entre duzentos e tal.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:09
O João Dias encontrará nos arquivos do seu grupo parlamentar o estudo que demonstra o erro do encerramento de camas no Hospital, feito pelo Dr. Frade?
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 11:17
Esperemos é que João Dias, como tem sido sempre o habitual nos deputados da região e de todos os partidos com assento na A.R., não seja colocado nas segundas filas, a ouvir o que os outros da frente dizem, e apenas a levantar-se quando o partido assim lho exigir.
E depois apenas falam e se manifestam aqui nos órgãos regionais, a defenderem aquilo que as direções dos seus partidos já decidiram.
Mesmo e não raramente, contra os interesses das regiões que os elegeram.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 13:20
Bem dito.Por isso ê que estamos fartos deles, gordos e magros.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 13:29
O Alvitrando vai afinfar mais um TOP.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 16:31
Agora com o tema novo deputado do PCP, o nosso amigo Joao Dias.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 19:42
Uma grande promessa.
Anónimo a 7 de Janeiro de 2018 às 19:45
Na CDU é que HÁ ex socialistas que antes de ser Socialistas foram comunistas. Não tarda muito vão ao " perdoa-me" para voltar novamente ser Socialistas... é que desta vez o tiro saiu-lhe mesmo pela culatra, a pontaria correu mesmo muito mal. Cá me parece que não há perdão possível.
Anónimo a 8 de Janeiro de 2018 às 00:37
Deixem-se de burrices clubísticas. Têm o marxismo em comum!
Anónimo a 8 de Janeiro de 2018 às 08:14
No que respeita ao modo como o PCP ajuíza das capacidades dos seus membros, vem a propósito relembrar o caso do comunista português que até hoje maior sucesso pessoal obteve - Joaquim Pina Moura. Resumidamente: começando como destacado deputado desse partido, logrou ser Ministro da Economia e das Finanças, tornando-se depois presidente da poderosa empresa Iberdrola. Em proveito desse percurso, em 2006 já o seu património tinha sido multiplicado doze vezes. Pois o seu colega de bancada Miguel Urbano Rodrigues considerava-o um preguiçoso, que dormia até ao meio-dia...
Anónimo a 8 de Janeiro de 2018 às 09:28
Ah ah ah esta é deliciosa! Põe-te a pau, João!
Anónimo a 8 de Janeiro de 2018 às 09:43
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
25 de ABRIL sempre! Excelente dia da Liberdade, Zé...
O governo de Adalberto e Centeno sacrificam o SNS ...
No hospital a palavra de ordem é não há no armazém...
Difícil é entender porque é que certos intelectuai...
Esse é o lema na ULSBA
O bom funcionário vive feliz e saudável, quando to...
às 11H00?
safa, aqui aprende-se pouco, ou mesmo nada!
A loucura anual, para depois ano após ano ficar tu...
Cada um lê aquilo quer e vossemecê não tem nada a ...
E o anonimo(a) das 11:24 leu, senão, leia, é capaz...
Que triste pasmaceira!
Estes não se preocupam com coisa alguma e não se ...
Passaram cinco anos. Mudou governo e administração...
Saudável era a dieta daquele ministro obeso. Os ca...
blogs SAPO