Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Hoje, Não!”, na Biblioteca Municipal de Cuba

Zé LG, 18.02.20

No dia 20 de Fevereiro, pelas 10h30, na Biblioteca Municipal de Cuba, vai ter lugar a  performance “Hoje, Não!”, num trabalho conjunto da Escola Profissional de Cuba com a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (A.P.M.J).

A performance “Hoje, Não!” é uma criação da  A.P.M.J. e encontra-se registada em seu nome, tendo a Escola Profissional de Cuba sido uma das Escolas escolhidas para a articulação conjunta desta Performance.

A performance “Hoje, Não!” tem como objetivo fomentar a discussão sobre os mitos e os preconceitos associados ao crime de violação, estando concebida para ter como público-alvo as/os estudantes do ensino secundário e universitário.

Esta performance enquadra-se na Temática da Violência no Namoro, assunto que ao longo do ano letivo, tem vindo a ser trabalhado na Escola e também no âmbito do Projeto “Parlamento dos Jovens.”

 

A performance “Hoje, Não!”, consiste na simulação de uma Audiência de Julgamento, com a presença real de profissionais forenses da região, professores e alunos da Escola Profissional de Cuba.

Após a reconstituição de um caso – que foi filmado e interpretado por alunos da Escola Profissional de Cuba, no seguimento do guião da A.P.M.J., inicia-se a simulação da Audiência de Julgamento.

Realizada a Audiência de Julgamento, não é de imediato proferida a Sentença. O debate abre-se para que a assistência (alunos da Escola Profissional de Cuba) se pronuncie sobre o que acabou de ver, designadamente sobre se Miguel (o personagem que cometeu violação) deve ser absolvido ou condenado.

A discussão será orientada e moderada pela Drª Aurora Rodrigues, Jurista e vice-presidente da A.P.M.J.

Após o debate os alunos da Escola Profissional de Cuba disporão de uma plataforma digital, para determinar o seu sentido de voto relativamente à sentença.

Apesar desta Performance ser dirigida a alunos da Escola Profissional de Cuba, o evento está aberto ao público em geral.