Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Henrique Costa Santos vá se catar para outro lado, em vez de falar do Qatar do Alentejo

Zé LG, 28.11.22

Henrique.pngHenrique Costa Santos, Produtor Cultural, escreveu um texto na Visão, intitulado “Qatar do Alentejo”, sobre a mega-operação levada a cabo pela PJ contra uma rede de tráfico humano, associação criminosa e branqueamento de capitais no Baixo Alentejo, em que afirma, entre outros mimos:A afronta aos direitos humanos está aqui mesmo, em Beja, terrível Beja.” e “… falta virar uma página na política: a da escravatura e da precariedade, que é a mesma. Página que, em boa verdade, nunca se virou no país – e em particular no Alentejo, terra rasa, toda coberta de pão. Sabemos que teremos sempre Cuba do Alentejo. Já estava na hora de abolir o Qatar do Alentejo.”

Mas este problema só se coloca no Alentejo, na “terrível Beja” (porquê terrível?). Não terá Henrique Costa Santos lido ou ouvido o que o presidente do Sindicato da Construção disse sobre o sector, em que a situação será muito mais grave, porque envolverá milhares de trabalhadores, do que na agricultura? Comparar o Alentejo ao Qatar foi de muito mau gosto. Por isso lhe digo, que se quer bincar com coisas sérias, vá se catar para outro lado...

5 comentários

Comentar post