Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"Grândola, Vila Morena" proposta a classificação fonográfica em Portugal

Zé LG, 01.12.23

“É a primeira proposta de classificação fonográfica em Portugal”, disse Ana Paula Amendoeira, diretora Regional de Cultura do Alentejo, à margem da apresentação do programa das comemorações dos 50 anos do 25 de abril do município de Grândola que decorreu na Casa do Alentejo, em Lisboa. A proposta foi entregue na tarde de quarta-feira na Direção Geral do Património Cultural (DGPC), no Palácio da Ajuda, Lisboa. “Senha da liberdade”, foi o título escolhido para o dossier entregue.

Sem nome (76).png

Uma responsabilidade que passa por contribuir "para que o Zeca não morra no coração da malta nova”, repetiu Francisco Fanhais, antes de, juntamente com Ana Paula Amendoeira, diretora regional de Cultura do Alentejo, António Figueira Mendes, edil de Grândola, Carlos de Almada Contreiras, Comandante da Marinha e Agir, filho de Paulo de Carvalho, cantarem, de braço dado, à imagem de um grupo coral alentejano, o poema-canção, senha e desejado registo fonográfico, “Grândola, Vila Morena”. Um momento para ver e ouvir aqui.

1 comentário

Comentar post