Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

GESTÃO DO HOSPITAL DE SERPA EM DEBATE NA AR

Zé LG, 13.04.16

120420161739-635-HospitalSerpa_.jpgA Assembleia da República discute hoje três projectos de resolução referentes ao Hospital de Serpa.

O PSD recomenda a manutenção da gestão do Hospital de Serpa na Santa Casa da Misericórdia.

O PCP defende a reversão do Hospital de S. Paulo para o Ministério da Saúde.

No mesmo sentido vai o projecto do Bloco de Esquerda, que recomenda ao Governo que “desenvolva as acções necessárias tendentes a assegurar a gestão pública do Hospital de Serpa”. Por outro lado, defende que Hospital de Serpa recupere as valências e os serviços encerrados e que são necessários às populações. Por último, recomenda que sejam contratados os médicos, enfermeiros e auxiliares necessários para o bom funcionamento daquela unidade actualmente.

15 comentários

  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 15.04.2016

    Má opção, a do PS, João.
  • Imagem de perfil

    João Gaspar 15.04.2016

    mas aposto que foi uma abstenção violenta.
  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 15.04.2016

    Eu até te digo mais, violentérrima.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    O Pedro do Carmo também se absteve?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    Em calhando ainda aceitaria alguém de fora para presidir o CA da ULSBA.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    No Hospital aceitam tudo.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    Podem crucificar o Munhoz que ninguém diz nada.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    La vai o Monteverde , o braço do PC
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 15.04.2016

    O perfurador de intestinos!
  • Sem imagem de perfil

    anonimo 17.04.2016

    tudo o que disse em relação ao Monteverde é verdade e muito pouco,tem sido uma das pessoas q mais tem prejudicado o Hospital..difama,ameaça,asedia---vários processos por assedio sexual que incluem todos os grupos profissionais e até doentes,dos quais se gaba de nada acontecer devido aos numerosos amigos influentes que tem em todos os partidos.....acumula funções ,que são incompatíveis---e pelas quais é remunerado..até de algumas ,que já não exerce....alia-se a todos ,dsde que isso lhe traga proveitos....ataca colegas,a direcção clinica..tudo e todos....com a agravante de de estar a formar médicos ,que ao cedendo a ameaças,ou a troco de outros benefícios,tb se estão a tornar num grupo de caciqueiros...qto ao dr frade é outro estilo
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.04.2016

    Só que os lugares de chefia não são dados por votações em blogs. Assim basta olhar para o que se passa na realidade e o que é aqui ficção.
    O Dr Monteverde com "todos os defeitos" aqui descritos é o chefe incontestado há longos anos de um serviço de qualidade do hospital. Ao passo que o Dr. Frade embora tenha o seu mérito pessoal, é apenas um clínico sem qualquer função executiva há décadas.
    Logo qual dos dois é que deve ter motivos e aspirações a um lugar no CA?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.04.2016

    Anda aqui alguém acelerado a contar décadas... Se calhar tem sido assim porque um teve o apoio do seu patrono do PC e o outro não... Como habitualmente, as pessoas independentes que rejeitam "esquemas" são postas na prateleira. Quanto ao "Quim Barreiros do piso 4" ser chefe de um "serviço de qualidade", o que os indicadores de produção e qualidade comprovam é o contrário... Por isso a ULSBA perdeu a "insignificância" de quatro milhões de euros...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.04.2016

    Sim décadas, com alternância de governos. E alguns do PS que duraram mais do que uma legislatura.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.04.2016

    16 anos não são décadas. Os gestores ditos "alternantes", que oportunisticamente se ajeitaram aos diferentes governos (até do Durão Barroso, nã se lembram?...) foram barrando quem não tem padrinhos...
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.