Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“GARANTIR A ACESSIBILIDADE E QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE CUIDADOS DE SAÚDE”

1. As conhecidas limitações orçamentais resultantes, entre outras causas, de passivos de elevada grandeza (o défice das contas do Ministério da Saúde no ano transacto é de 259 milhões de euros) impõem uma gestão rigorosa das unidades do Serviço Nacional de Saúde.
2. Nesse contexto nacional, a principal responsabilidade das equipas dirigentes de Hospitais e Centros de Saúde será a de manter as garantias de acessibilidade e qualidade na prestação de cuidados de saúde, a partir de recursos financeiros “apertados”.
3. Cumulativamente, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, sendo uma importante empresa do setor dos serviços (a entidade que mais pessoas emprega no nosso distrito), vê-se confrontada com o questionamento dos contornos do seu futuro a curto/médio prazo. Na presente conjuntura, pode colocar-se a questão de saber como manter esta empresa pública numa região em regressão económica, social e demográfica.
4. Superar esta dupla conjugação de difíceis contextos, impõe claramente às forças políticas comprometidas na presente solução governativa um irrecusável sentido de Estado. A defesa do interesse das populações do Baixo Alentejo, a nosso ver implica uma atitude verdadeiramente patriótica e responsável.
5. Neste âmbito da actividade do Estado Social, não basta assumir o dever de fiscalizar a gestão e os resultados. Os eleitores que apoiam essas forças políticas têm a legítima expectativa de ver defendidos os seus interesses não apenas com discursos e posições partidárias de recorte reivindicativo, mas também com a cooperação e participação, seja na definição de opções estratégicas e no acompanhamento como também na operacionalização das soluções.
Munhoz Frade a 2 de Março de 2016 às 16:59, AQUI.

23 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 16.03.2016 22:10

    Vao sair e o PS tera que la por um Dr Reina se for inteligente e esquecer essa boyada.Sera que o PS nao sabe que lhe deve isso?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 16.03.2016 22:38

    Essa, era uma boa saída para o PS.Estes que encolham o rabinho e marchem que já chegam de danos.Aquilo é tudo ruindade e da má.Abram a pestana,malta!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.03.2016 09:01

    Os boys do PS ainda rebentam ou têm um enfarte.
    Tanta e tanta espera ... e nada. NADA!!!!!!!

    O atual CA mantem firme e hirto que nem uma rocha.
    E eles esperam, esperam, esperam ... e desesperam.

    Como é que é possivel que o Adalberto esteja tão quieto e não faça nada.
    Ó Adalaberto! Ó Adalberto! Olha cá p´rá malta, homem.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.03.2016 09:34

    Eles estão paralisados de medo...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 17.03.2016 21:56

    Não é bem paralisados com medo, mas sim de espanto. Pois já seria expectável e há muito tempo, a dança das cadeiras.
    E nada, hem?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 01:11

    Receiam que os animais feridos escoiceiem
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 09:14

    As bestas escoicearam porque sentem estar a chegar ao fim.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 09:24

    É pá! Haja um pouco de compostura ao menos.
    Com que então bestas. Repito, bestas?
    É o desespero total e o desacreditar até mesmo dos próprios boys.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 10:32

    A "BESTA FASCISTA"...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 15:04

    Oxalá que essa não nos apareça por cá.
    No entanto, e com gente desta a pedi-las, nunca se sabe.
    Até porque a mesma geralmente é eleita em eleições democráticas e por maiorias esmagadoras. Como foi o caso de Adolf Hitler, Benito Mussolini and friends.

    Mas voltando ao CA.
    Como é que os boys do PS ( se é que são eles), com atitudes deste tipo, querem ser eleitos ou até mesmo reconhecidos publicamente?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.03.2016 21:03

    Querem ver que quem ê reconhecido é o Conde? O Homem ê reconhecido na praça pública , no partido e na comunidade hospitalar pelas suas qualidades...quais serão as apregoadas?
    E a Rainha da ULSEBONIA? Quais são as qualidades que lhe dão esse reconhecimento público ?
  • Sem imagem de perfil

    papuseco 18.03.2016 21:41

    A mausinho ha de fazer lhe a folha
  • Sem imagem de perfil

    Mestre Abel 18.03.2016 22:44

    É mais a fama que a rama porque quem a conhece bem sabe que não é vingativa . Nao inventem quando nada sabem porque lhe tem aguentado este mundo e o outro , diz quem sabe de perto e do partidi
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.03.2016 19:02

    Já se esqueceram do último CA do PS?
    Já?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.03.2016 20:54

    Já.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.03.2016 23:30

    Esses ao menos deixaram coisa que se vê: o Hospital de Dia e o Departamento de Psiquiatria.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.03.2016 08:48

    Não se esqueçam que deixaram também, o CA do PS que já ninguém se lembra, 50 milhões de passivo.

    Com dinheiro é sempre fácil deixar "coisa que se vê".

    Sem dinheiro já é difícil fazer alguma coisa.

    Os boys, neste caso do PS, que comprem uns comprimidos para a ansiedade e se houver também para a paciência, e já agora para a azia. Olhem pela vossa saúde.
  • Sem imagem de perfil

    JM 21.03.2016 14:32

    As "obrinhas de cantareta" da PCA também fazem o seu caminho e sem tostão.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.03.2016 14:51

    As autarquias amigas lá vão ajudando
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.03.2016 22:53

    Não deveria entrar tanta politica no Hospital.
    Já tinham obrigação, os governos e os seus representantes locais, aprendido e há muito tempo, com os erros daí resultantes.
    Embora valha o que valha, basta olhar para o ranking dos hospitais. Uma vergonha.
    E não aprendem nada. Mesmo nada.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 21.03.2016 23:04

    Afinal, a postura mais razoável e séria parece ser aquela que o Munhoz expõe, não?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 22.03.2016 23:28

    Não querem admitir isso porque alguns trutas tem medo.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Deixo aqui um post que retirei do Facebook, de um ...

    • Anónimo

      Não concordo. Como bem diz, dada a manifesta incap...

    • Anónimo

      Esta questão tem acontecido com a conivência de vá...

    • Anónimo

      Lixo e buracos nas ruas e estradas constituem a im...

    • Anónimo

      Uma gestão camarária que nem do lixo dá conta!Quan...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds