Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

FALTAM UNIDADES DE TRANSFORMAÇÃO DE PORCO ALENTEJANO

Nuno-Faustino-768x512.jpg

O sector de produção de porco alentejano “continua em crescimento, apesar dos problemas que atravessa”, assegura Nuno Faustino, presidente da Associação de Criadores de Porco Alentejano (ACPA).

Em seu entender, é necessário mais investimento e mais indústrias para reduzir a dependência de Espanha. Neste momento mais de 90% do porco alentejano de montanheira é exportado para Espanha, onde é transformado, uma vez que em Portugal não existem unidades que dêem resposta. Neste quadro, a “mais-valia” da transformação da produção fica no país vizinho.

4 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    A polémica interna já estalou.

  • anónimo

    e porque não vem a publico a solução encontrada pe...

  • Anónimo

    Até os valores são quase os mesmos. 41 mil no 25 d...

  • Anónimo

    Panelinha em Castro Verde ?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.