Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Existem muitos interesses instalados que fazem com que Beja se mantenha exatamente como está”?

Zé LG, 25.10.20

P1100247.JPG“Existem muitos interesses instalados que fazem com que Beja se mantenha exatamente como está. Muita gentinha acomodada e medíocre vive (bem!) desse marasmo em que Beja se encontra. Sempre foi e sempre será assim, não tenham ilusões.

Não interessa a "certas" pessoas que Beja se desenvolva e seja atrativa para novas pessoas, gente "de fora" como "eles" dizem ...

Os mais jovens não se reveem nesta estranha forma de vida e, à primeira oportunidade, saem da cidade para não mais voltar!

O IPB é, infelizmente, pouco ou nada atrativo e os poucos alunos que se formam vão para outras paragens para não mais voltar!

Há medo de dizer abertamente aquilo que se pensa, de criticar os poderes instalados que sobrevivem à custa disso!

Valia a pena pensar nisto!!!!” Anónimo 23.10.2020, aqui.

Aqui está uma questão pertinente, que recorrententemente é colocada e que, a traduzir de facto a realidade, deve ser debatida, de forma a tirar-se desse debate a melhor forma de a combater, pelas graves e nefastas consequências que terá para o nosso futuro colectivo. Mas, parece-me, que, para que esse debate se possa fazer e dele se tirarem as devidas consequências, é necessário identificar que "interesses instalados" são esses, que "gentinha acomodada e medíocre vive (bem!) desse marasmo", a que "pessoas não interessa que Beja se desenvolva e seja atrativa para novas pessoas, gente "de fora" ". Ficarmos pela generalização parece-me insuficiente e injusto para a maioria das pessoas que certamente não são incluídas nesses grupos. Vamos a isso?

11 comentários

Comentar alvitre