Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

É urgente cuidar do património da cidade de Beja

21227599_dT7cD.jpeg

A cidade de Beja assiste ao degradar de todo o seu património, seja municipal, regional (ex.: Museu Regional de Beja), privado (ex.: edifícios na Praça da República e Rua do Touro), religioso (ex.: Ermida de São Pedro) ou do governo central (ex.: antigo edifício do Governo Civil). Ao passear pela cidade, é possível verificar o estado de degradação a que chegam os equipamentos fruto da ausência de um trabalho de manutenção rigoroso e permanente. No caso do Parque da Cidade de Beja (foto), a manutenção tem sido apenas cortar a relva e apanhar o lixo que muitas pessoas insistem jogar para o chão (farão isso nas suas casas?).

...

É urgente cuidar do património da cidade, e isso não tem sido feito, pelos menos, nos últimos 10 anos. Não é um problema exclusivo da câmara, mas de todos. No caso aqui retratado, a culpa é do município, que não adotou nenhum plano para recuperar a beleza do Parque da Cidade. Basta ver o estado degradante em que se encontra o WC público, deck e mobiliário exterior do único café existente no parque, tendo inclusive afugentado muitos clientes que frequentavam o local.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 08.11.2018 11:07

    Bem visto, mas, no seguimento de que a situação dos serviços de saúde pouco dependem de qualquer CA, também o estado de degradação de pequenas e médias cidades como Beja depende do voto, mas sim de alterações sócio económicas que ainda não conseguimos ultrapassar.
    Quero no entanto ter a esperança que, no caso de Beja e Alentejo em geral, a conjuntura de novos projectos e valências, nos possam trazer mais desenvolvimento, também independentes do voto.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Ainda o espetáculo não começou e já se ouvem vaias...

    • Anónimo

      É o costume! Mudam-se umas cadeiras de sítio para ...

    • Anónimo

      Vai continuar?https://odigital.pt/ministerio-da-sa...

    • Anónimo

      Tá o baile armado!

    • Ana Matos Pires

      Que erro?

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds