Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

É urgente cuidar do património da cidade de Beja

21227599_dT7cD.jpeg

A cidade de Beja assiste ao degradar de todo o seu património, seja municipal, regional (ex.: Museu Regional de Beja), privado (ex.: edifícios na Praça da República e Rua do Touro), religioso (ex.: Ermida de São Pedro) ou do governo central (ex.: antigo edifício do Governo Civil). Ao passear pela cidade, é possível verificar o estado de degradação a que chegam os equipamentos fruto da ausência de um trabalho de manutenção rigoroso e permanente. No caso do Parque da Cidade de Beja (foto), a manutenção tem sido apenas cortar a relva e apanhar o lixo que muitas pessoas insistem jogar para o chão (farão isso nas suas casas?).

...

É urgente cuidar do património da cidade, e isso não tem sido feito, pelos menos, nos últimos 10 anos. Não é um problema exclusivo da câmara, mas de todos. No caso aqui retratado, a culpa é do município, que não adotou nenhum plano para recuperar a beleza do Parque da Cidade. Basta ver o estado degradante em que se encontra o WC público, deck e mobiliário exterior do único café existente no parque, tendo inclusive afugentado muitos clientes que frequentavam o local.

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 07.11.2018 09:46

    Mais uma vez, é sempre o mesmo a “pôr a boca no trombone”... Os bejenses são uns pamonhas.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 07.11.2018 17:29

    Venham então os tipos dez Lisboa! Fazem ca falta!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 08.11.2018 08:11

    Sim, de facto M. Frade faz criticas e mais criticas sobre o subfinanciamento do SNS na região e em particular do Hospital de Beja.
    Não sei é se as fará no sitio certo. Certamente porque não tem acesso aos lugares de decisão. Pelo que é de valorizar a sua combatividade e até coragem.
    Agora o que me parece é que elas, as criticas, se resumem à blogosfera. Que por enquanto no nosso país e na nossa região, ainda não têm o impacto que por exemplo tiveram no Brasil como foi o caso da recente eleição de Jair Bolsonaro.
    Logo, a sensação que fica, é que embora salutares, se resumem a tiros de pólvora seca, ou seja, inconsequentes.
    É pena. Assim como é pena que seja só ele, isolado, nesse papel.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      E nem sequer sobre o facto de a CDU ter aqui tido ...

    • Anónimo

      Desta vez ninguém comentou sobre quem fez parte da...

    • Anónimo

      As saudades da Rural Beja têm que ver com a qualid...

    • Anónimo

      Olhe que não, olhe que não!

    • Anónimo

      Também este blog já não é o que era.Nem uma pequen...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds