Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Do prado ao prato é o convite da ACOS para esta Páscoa”, com receitas de borrego

Zé LG, 09.04.20

A agricultura não pode parar porque é preciso acompanhar o ciclo biológico das plantas e dar de comer aos animais e acompanhar o seu normal ciclo produtivo e reprodutivo. A pandemia trouxe alterações às rotinas, mas também reforçou a união entre todos e o sentido de soberania e segurança alimentar.

A ACOS continua a escoar com regularidade os produtos animais dos associados que aderiram aos seus circuitos de comercialização, designadamente para o mercado nacional e para a exportação. Este dado vem reforçar a convicção de que, mesmo em tempos de crise, se os produtores agrícolas estiverem agrupados, são mais fortes e conseguem superar as dificuldades com mais segurança.

Capturar.PNG

A Covid-19 fez cancelar a edição deste ano da Ovibeja mas não cancela a Páscoa. Podemos consumir o tradicional borrego ou cabrito de origem nacional. A proposta é, com todo o tempo deste mundo, aprender e ensinar a cozinhar, seguindo as receitas gastronómicas dos nossos pais e dos nossos avós, bem como outras mais recentes.

Para ajudar a manter a tradição e procurando sempre inovar, a ACOS divulga nas redes de comunicação online (site www.acos.pt e facebook) receitas de borrego inscritas em publicações editadas por altura da Ovibeja. Esta é uma iniciativa de “Todo o Alentejo deste Mundo!” para Todo o nosso Mundo saborear o Alentejo, o borrego, o cabrito e também os queijos tradicionais de ovelha e de cabra.