Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Construir com os cidadãos um território INCLUSIVO, EDUCADOR e SUSTENTÁVEL, um concelho onde apeteça viver, investir e visitar”

Zé LG, 22.09.21

Beja.JPG«O concelho de Beja vive uma crise de confiança, de credibilidade e de liderança que tem vindo a acentuar-se. Beja tem vindo a perder centralidade na Região. Tem vindo a perder voz, capacidade de se fazer ouvir e mesmo de falar a uma voz, até na definição das estratégias de desenvolvimento do concelho. 

Sem conseguir potenciar as dinâmicas de desenvolvimento que sustentaram o seu passado: a força da sua relação com a terra e com o seu património, também não soube, projetar-se em direção ao futuro, construindo verdadeiras sinergias em torno de projetos estruturantes, subaproveitando oportunidades e recursos.

Sem desenvolvimento económico, sem emprego, sem boas acessibilidades não existe fixação populacional e, sem pessoas, o concelho perde escolas, capacidade produtiva e conhecimento.

A crescente reafirmação de Beja passa também por assumir, com responsabilidade e em cooperação, o seu papel de centralidade cultural no contexto regional, não só dinamizando a área geográfica que integra, mas igualmente posicionando-a para o intercâmbio com outras regiões que lhe estão próximas, nomeadamente a Andaluzia e a Estremadura espanholas, os territórios da bacia do Mediterrâneo e até os Países de Língua Oficial Portuguesa.»

Daqui.

1 comentário

Comentar alvitre