Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Conceição Ruivo apresenta “A menina que se chamava janela” na Biblioteca Municipal de Beja

Zé LG, 04.11.16

031120160953-95-meninajanela.jpg

Janela e os amigos faziam do mundo um lugar feliz: ela abria janelas em sítios sombrios, Cremilde, que adorava matemática, voava com os laços das tranças, Gerinaldo, o gato pintor, fazia nascer cores onde fosse preciso, Pedro Pisco trazia a música e o avô as histórias de encantar. O seu lugar secreto era a Árvore-mais-Velha-do-Mundo, que ficou mais pequena quando as crianças ficaram maiores. 

A apresentação, agendada, para as 21.30 horas de hoje, está incluída na iniciativa da Biblioteca de Beja “Sextas com Livros”.