Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“COMO PROMOVER A PRODUÇÃO DE LEITE NA REGIÃO DEMARCADA DE QUEIJO SERPA”

é o tema central da mesa redonda agendada para esta quinta-feira.

210220171546-832-QUEIJOSERPA.jpg

Com o objetivo de sensibilizar os produtores de leite para aumentar a sua produção e incentivar os empresários que pretendam iniciar a sua atividade nesta área, dando seguimento às necessidades diagnosticadas e às conclusões da primeira sessão sobre o tema realizada em setembro de 2016, o Município de Serpa e a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Beja voltam a promover em Serpa, no CADES, nesta quinta-feira, uma mesa redonda sobre esta matéria.

São várias as entidades que participam nesta sessão, nomeadamente o Instituto Politécnico de Beja; (IPB) a Associação de Agricultores do Sul (ACOS); o Centro de Experimentação do Baixo Alentejo (CEBA); a Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela (ANCOSE) e a empresa Fertiprado que, através das suas experiências, vão contribuir para a definição de uma estratégia de valorização e promoção do setor.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Maneta é Ministro ou autarca ?nao será dar-lhe e...

  • Anonimo

    Com tantos votos que o baixo alentejo decidiu atri...

  • Anónimo

    Esta resposta destina-se ao anónimo do dia 17.1020...

  • Anónimo

    o teu problema é muito mais grave, já não encontra...

  • Anónimo

    Falta a apreciação dos verdadeiros adeptos ! Que s...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.