Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CIMBAL, NERBE e ERT juntaram-se em defesa do “desenvolvimento regional”

De acordo com as mesmas existe “falta de estratégia nas políticas nacionais no que diz respeito às infra-estruturas regionais fundamentais”. A CIMBAL, o NERBE e a Turismo do Alentejo dão como exemplo as acessibilidades rodoviárias em que o IP8 e IP2 “ficaram por concluir”. Na opinião das entidades estas são vias de “grande importância para a promoção do desenvolvimento económico-social da região, reforçando a eficácia” do Porto de Sines, do Aeroporto de Beja e de Alqueva.

Em nota de imprensa a CIMBAL, NERBE e ERT dizem que o distrito está há “demasiado tempo neste impasse” e que já foram “desperdiçados milhões de euros”. Assim, as três entidades pretendem promover reuniões, mostrar a sua posição junto do Governo e lutar por um “território de oportunidades, mobilizando as entidades e instituições e as populações”.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=3000

Ler e ouvir também em: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=2068

1 comentário

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exactamente!"O tempo é o único capital das pessoas...

  • Anónimo

    Boa notícia, nos tempos conturbados actuais.

  • Anónimo

    O caro(a) CGP pode sempre juntar-se ao Beja Merece...

  • Anónimo

    Vamos lá ver......Gostava muito mais que fossem an...

  • Anónimo

    Torna-se importante reflectir se cada um de nós e...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.