Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Centro de Arqueologia e Artes de Beja abriu com “Cangiante”

Zé LG, 04.07.21

Sem nome.pngA exposição “Cangiante”, promovida pela Culturgest em parceria com o município de Beja, assinalou, ontem, a abertura ao público do Centro de Arqueologia e Artes de Beja.

A exposição, com curadoria de Antonia Gaeta, foi construída a partir da Coleção da Caixa Geral de Depósitos, a que se juntaram peças de outros artistas, incluindo sete peças do espólio do escultor Jorge Vieira.

O Centro de Arqueologia e Artes de Beja, é um projeto que já atravessou diversos mandatos, da CDU e do PS, nasce num quarteirão junto à Praça da República, na zona onde antes funcionavam os serviços técnicos do município.

O equipamento é composto por um edifício e uma zona anexa, onde foram descobertos vestígios do antigo fórum romano, abre agora ao publico após um investimento de quase três milhões de euros.

A exposição vai ficar patente ao publico até ao dia 6 de novembro, e o custo da entrada é de 3 euros.

8 comentários

Comentar alvitre