Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Casa onde Fialho de Almeida viveu, em Cuba, é “monumento de interesse público”

A casa onde o escritor Fialho de Almeida viveu, durante 18 anos, na vila de Cuba, foi classificada como “monumento de interesse público”, devido ao seu valor patrimonial, associado à relevante figura da literatura portuguesa e porque configura um testemunho importante do ponto de vista da identidade e da memória colectiva nacional, assim como um indubitável ponto de referência histórica e simbólica da sua comunidade.

Para João Português, presidente da Câmara, é muito importante para o concelho esta classificação, numa altura em que o Município está a desenvolver um projecto, de grande dimensão, no valor de 1 milhão de euros, para reabilitar aquele espaço e que por isso mesmo, é de extrema importância esta classificação, porque dá ainda mais força à candidatura apresentada pela Câmara de Cuba.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=2661

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Lagar é uma pena (o que não se fazia com 3,5 mil...

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds