Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

AV abriu a porta do armário em que muitos ainda se mantinham, no Alentejo e não só...

Zé LG, 31.01.21

384069_257366364323572_1662803410_n.jpg«Nunca, mas nunca uma larga faixa da sociedade alentejana abandonou o nacionalismo, a Fé e o desejo de ver reparado aquilo que “lhes fizeram durante o 25 de Abril”. Uma ferida sempre latente no eixo entre Nisa e Ourique. Uma falha sísmica adormecida. Uma discussão que nunca foi feita. Bem pelo contrário, que sempre se evitou e a qual cavou ao longo dos anos de democracia autênticos alçapões, alimentados por anjos e demónios sedentos de se manifestarem.

Não foi por acaso que se abriu o portal desses anjos e demónios em Évora no passado mês de setembro. Como sempre, alguém de fora fez essa leitura e aproveitou. Aqueles que viviam incomodados por não existir alternativa mais à direita do CDS respiraram de alívio. Aos olhos de um alentejano, como eu, nada se alterou nem em setembro, nem agora. O que aconteceu foi que aqueles para quem o MIRN era muito à esquerda deixaram a clandestinidade. Confuso? Talvez, mas a História e sociologia alentejana não são só anedotas...»

Luís Rego é assessor do PS no Parlamento Europeu, aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.