Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Até sempre Eulália!

Zé LG, 19.05.22

2022051811294381.nb.pngEulália Parreira Queixinhas Coimbra, natural de Beja, com 49 anos, morreu no dia 17, em sua casa, vítima de doença grave. O funeral realizou-se esta manhã, das Casas Mortuárias de Beja para o Cemitério de Ferreira do Alentejo, onde será cremada. Era técnica da Biblioteca Municipal de Ferreira do Alentejo.

Conheci-a desde que nasceu, porque fui vizinho dos seus pais. Era filha de um Homem – Carlos Queixinhas -, que sempre respeitei e estimei. Já depois de formada trabalhou na Biblioteca Municipal de Alvito, na altura em que estive na Câmara Municipal. Há já algum tempo que não a via nem tinha notícias dela e fui surpreendido pela notícia da doença, que infelizmente a vitimou. A Eulália era uma moça cheia de vida, bem disposta, de fácil relacionamento, que fazia amigos em todas as pessoas que conhecia, dinâmica, sempre com ideias e projectos.

À família apresento as minhas sentidas condolências.

1 comentário

Comentar alvitre