Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

«Assim se vê a renovação no PC...»

Zé LG, 13.05.17


Depois de há quatro anos, num momento em que o poder autárquico no Alentejo lhe estava a fugir, o PCP ter apostado com êxito em "velhas glórias" como João Rocha (Beja), Pinto Sá (Évora), Vitor Proença (Alcácer) que foram obrigados a deixar as Câmaras de origem pro terem atingido o limite de mandatos, e também no "repescado" Figueira Mendes (Grândola), volta agora a usar a mesma fórmula, ainda que duma maneira ainda mais alargada.
Para além da manutenção de João Rocha, Pinto Sá, Vitor Proença e Figueira Mendes, o PCP, numa "profunda renovação de quadros" repesca das calendas antigas "velhos trunfos" como Pós de Mina (em Moura), José Filipe (Ourique), Teresa Ribeiro (Vendas Novas) e vamos a ver quantos mais e onde. 
Enquanto partido altamente conservador e para quem o que apenas interessa é a vitória eleitoral (para fazer o quê não se sabe!) esta fórmula indicia, antes do mais, a falta de confiança que o PCP tem nos seus quadros mais jovens, que apenas servem para "compor o ramalhete"... 

Comentário de a a 10 de Maio de 2017 às 15:48

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.