Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

América do Sul está a virar virar à esquerda

Zé LG, 20.06.22

gustavo-petro-848x477.jpegNa Colômbia, os eleitores que votaram (58% dos 39 milhões de inscritos) ditaram uma revolução: pela primeira vez, a Colômbia tem um presidente de esquerda e que se assume porta-voz dos de baixo. O eleito, Gustavo Petro, com 62 anos, integrou nos tempos de juventude o M-19 ...

A guinada à esquerda começou com a eleição do esquerdista Andrés Manuel López Obrador, no México, em 2018. O país foi seguido de Argentina, com Alberto Fernández em 2019, e Bolívia, com Luis Arce em 2020. No ano seguinte, 2021, foi a vez de Peru, com Pedro Castillo; Chile, com Gabriel Boric; e Honduras, com Xiomara Castro… E poderá prosseguir no Brasil, com nova eleição de Lula.

As desigualdades sociais, a noção de muita corrupção no topo do poder, a perceção de que as alterações climáticas são uma realidade negligenciada pelos governos e a má resposta à pandemia são contributos fortes para esta viragem – por período curto? Os novos governos conseguirão corresponder às promessas? – na América do Sul.

3 comentários

Comentar alvitre