Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
04
Jan 18

Quase que me esquecia que foi neste dia 4 de Janeiro há 14 anos que criei o Alvitrando. Desde então que o mantenho com a publicação diária de alvitres, que fazem jus ao “editorial” divulgado como primeiro post.

O Alvitrando desde há muito que deixou de ser só meu, porque passou a ser também o que os que o frequentam querem que ele seja.

Mas sempre foi, é e continuará a ser sempre um grande largo onde todos podem livremente expressar as suas opiniões. Sei que não agrada a alguns e que, por vezes, incomoda os poderes instalados.

Espero conseguir, com o contributo de todos os que estejam nisso interessados, continuar a divulgar notícias e levantar questões que ajudem a promover a nossa região e a melhorar o funcionamento de organizações que prestam serviços importantes para a nossa qualidade de vida.

Será pretenciosismo da minha parte, mas as mais de 3 milhões de visitas desde 15.01.2011 e as 567 visitas e 1 337 visualizações de média diária no último ano, permitem acreditar que o Alvitrando já desenvolve uma função social na nossa região e junto de algumas comunidades de alentejanos noutras paragens.

publicado por Zé LG às 23:39
Parabéns ao LG.
Anónimo a 5 de Janeiro de 2018 às 00:48
Parabéns. E força para continuares.
João Espinho a 5 de Janeiro de 2018 às 12:14
O Alvitrando tornou-se um serviço público, incontornável arena de liberdade. De louvar a persistência do Lopes Guerreiro, e a sua paciência...
Anónimo a 5 de Janeiro de 2018 às 12:56
Pretensiosismo nenhum, meu caro. Parabéns, um abraço.
Ana Matos Pires a 5 de Janeiro de 2018 às 14:40
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Vaidades corrosivas, vaidosos perigosos...
Ah , só assim se percebe a destruição que por aí h...
Não "patologizam os lugares", podem, se não forem ...
Digamos que as pessoas com esse distúrbio patologi...
isto tem um nome (que não o torna inimputável e, p...
Gostei demais deste post. Este site d[tem muitos a...
Entretenga de minudências.Respondam ao DOUTOR
Obrigada.Divulguem e participem
Temos Doutor.
A sua logica, puramente cartesiana, embora a quem ...
Quando, para o nosso gosto, achamos que algo é fei...
Bonita é a ferreira da rotunda de Ferreira...
Pensei o mesmo quando aí passei. O problema mantém...
Não concordo de forma alguma.O monumento ao preso ...
O dito "mamarracho" foi oferecido a Beja como home...
blogs SAPO