Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
22
Out 15

Cada um de nós pode ter a opinião que entender. Cada um de nós pode achar o que quiser acerca do que os votantes quiseram dizer quando votaram. E também acerca do que quiseram dizer os que não votaram ou votaram em branco ou nulo, quase tantos quantos os que votaram. Mas nenhum de nós pode alterar os resultados eleitorais. Cada um de nós pode achar o que muito bem entender acerca das maiorias que se devem formar e do governo que delas deve resultar. Mas agora, o tempo já não é dos eleitores, mas dos deputados que foram eleitos. São eles que, na Assembleia da República, têm de formar as maiorias necessárias para apoiar o governo.
E de acordo com a composição da Assembleia da República as maiorias que se podem formar têm de incluir o PS. Ou com o PSD e o CDS, a maior, ou com o BE e o PCP+PEV. Ora o PS já mostrou que não quer a primeira. Resta a segunda.
Estes são os factos. Todos podemos ter e expressar as nossas opiniões, voluntariamente ou sendo pagos para isso. Todos podemos dizer o que achamos que devia ou deve ser feito. Mas não podemos fugir aquela realidade, enquanto a posição do PS for a que tem divulgado António Costa.

publicado por Zé LG às 00:19
CA da ULSBA fica ou vai abaixo?
pyzamassio a 22 de Outubro de 2015 às 13:39
Têm mandato para três anos.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 16:03
Pois é, mas... "the times are achanging"...
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 16:11
Sim, mas para os mandar "go home" e colocar lá os boys do PS & friends, têm que lhes pagar indeminizações compensatórias.
Veremos o que é maiiis se irááá passarrr.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 16:48
Quais indeminizações! não sabem do que falam. Leiam a legislação ,os estatutos da ULSBA, analisem os incumprimentos e os resultados e depois vejam o que concluem. Se o mandato for interrompido com justa causa, já se foi o tempo das indeminizações... já foi chaõ que deu uvas para as nomeações de reconhecido mérito destas empresas públicas.
Avaliados ,e caso os resultados sejam negativos e os incumprimentos vários devem obrigatoriamente ser demitidos. Estes ou outros quaisquer.Aqui ou em outra empresa.
Outrem a 22 de Outubro de 2015 às 17:13
Corrijam o português: indemnizações.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 17:34
Errare humanum est, perseverare autem diabolicum. "Errar é humano, mas perseverar no erro é diabólico" sic..
E quem ainda não errou, que atire a primeira pedra..
J.C.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 18:37
OK. meu!
XUXAS & friends, para o CA do Hospital. Já!
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 18:39
A ULSBA não precisa nem de Xuxas nem de friends.Precisa de gestores competentes , capazes de assumir compromissos num clima organizacional motivador e competitivo.libertando-a da débil saúde financeira
São estes problemas da ULSBA?Se são quantos aqui estão?
Rita a 22 de Outubro de 2015 às 22:52
caso tenham sido nomeados no corrente ano podem ser corridos sem qualquer indmenização
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 22:03
Não vão.
O PS não vai formar governo algum enquanto Cavaco for Presidente da República.
Lá terão que levar com o CA durante 3 anos.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 22:19
Justa Causa?
No caso de Carreira Marques e do Conservatório, foram 30 ou 40 mil?
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 18:43
Mil euros por mês, durante três anos.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 19:11
Catarina Martins e Jerónimo de Sousa, defensores dos pobres, oprimidos e das criancinhas, apoiam a eleição de um político como Ferro Rodrigues envolvido em acusações de pedofilia...muito bem camaradas.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 18:49
De nojo, este seu comentário.
Eleito presidente da Assembleia da República ao arrepio de uma tradição de equilíbrio e compromisso democrático, Eduardo Ferro Rodrigues fez questão de demonstrar no seu discurso inaugural, alinhado e tendencioso, o que é que pauta, hoje em dia, a actuação de qualquer socialista: a avidez e a grosseria. O PS de Costa é, nisso como no resto, um digno herdeiro de Sócrates.

Resta, do lado positivo, o facto de que ser um homem sem noção da dignidade dos altos cargos da democracia, um homem com aquele porte e aquela inteligência, a corporizar hoje a segunda figura do Estado é absoluta e rigorosamente representativo do PS e dos tempos que vivemos.
Anónimo a 24 de Outubro de 2015 às 10:03
Hummmmmm "és tu LMontenegro?" é o que me apraz dizer.

(este nível de discussão eu entendo, já a outra javardice - não sei se é o(a) mesmo(a) anónimo(a) - só mesmo denunciando)
Não, sou apenas um Não Votante de Esquerda, isto porque já há muito tempo que não acredito na bondade do ser humano, enquanto tal. E que nunca os dividirá entre os bons todos de um lado e os maus do outro.
Limito-me a viver um dia de cada vez, reconhecendo o mérito e a dignidade a quem a tem e vice-versa.
Neste caso, logo no seu primeiro discurso, Ferro Rodrigues demonstrou de forma cabal que não possui competência e dignidade para ser a segunda personalidade na hierarquia deste país.
E não me chame de Cavaco, Passos ou de Portas, por favor
Gostava que me mostrasse em que parte do discurso de Ferro Rodrigues se apoia para justificar a sua posição. Espero que não seja um "inconseguimento", como diria a "competente" ex-presidente da AR.
Ana Matos Pires a 24 de Outubro de 2015 às 11:13
PS: Claro que não lhe chamo esses nomes, só insulto quando tenho razões para isso ehehehe, até ver estou a ter uma troca de opiniões civilizada e cordial com o(a) Não Votante de Esquerda.
Cá estaremos para as ditas, doutora.
No entanto, devo reconhecer também não ser só por motivos estritamente ligados à sua forma de estar na politica, sobretudo a arrogância ontem revelada, que não vou com a cara de Ferro Rodrigues. E nada tem a ver com acusações não provadas atrás referidas.
Pois ao contrário da filha, até o tom de voz me irrita. E vou ter que levar com ele nos próximos tempos.
Ao contrário da anterior presidente, que mesmo com os snobismos que refere, era simpática e agradável no trato institucional.
Cá estaremos, então.

eheheheheh percebo essas coisas irracionais, quem as não tem? Tenho várias e o Marco António Costa, coitado, é um dos eleitos, quase viro frenologista só para desancar o homem tal é a irritação que me provoca.

A AEsteves foi um flop, esperava uma exercício muito mais inteligente. Não foi o snobismo que me impressionou, foi mesmo a tontice e a incompetência.
Ana Matos Pires a 24 de Outubro de 2015 às 14:42
Presidenciais mais importantes que nunca (o homem deixou aviso à navegação, vem aí governo de iniciativa presidencial/gestão)
Ana Matos Pires a 22 de Outubro de 2015 às 20:23
E que outra coisa seria de esperar, doutora?
Só a eterna mania da superioridade intelectual da esquerda, e de que a direita é estupida.
Acho é que o PS e António Costa tem um enorme problema às costas, e para Catarina Martins e sus muchachos acabaram as veleidades de trepar à custa de abarbatar votos àquele comparsa.
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 21:38
Catarina Martins e sus muchachos, como os apelida, merecem ser saudados porque têm a enorme "coragem" de sair da zona sempre fácil e cómoda do protesto para assumirem responsabilidades na construção de alguma coisa. Muito mais "coragem" do que Francisco Louçã, por exemplo, alguma vez teve!
Jovens e com vontade de mudar Portugal. Se conseguem ou não, caberá depois mais tarde ao eleitorado avaliar, mas que esta mudança de atitude do Bloco é positiva para Portugal, é! Não sou do Bloco mas admiro muito o passo que o Bloco deu. E quase me arrisco a adivinhar que os 10% de eleitores que contribuíram para que o BE seja maior que o CDS, também se sentem representados neste passo que as(os) jovens do BE estão a dar!
PP Coelho apelou repetidamente aos jovens portugueses para que não fossem piegas e saíssem da zona de conforto. Pois bem, os jovens do BE estão apenas a seguir o conselho: à risca!
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 23:13
Temo que esteja baralhado(a).
Ana Matos Pires a 23 de Outubro de 2015 às 03:39
Mas tem razão qdo questiona, esperar decência seria muito estúpido.
Ana Matos Pires a 23 de Outubro de 2015 às 03:41
Catarina Martins não exclui integrar o Governo. "Sabe, ainda não discutimos isso"

Integrará o Governo? “Não interessa a ninguém saber se um ministro é de um partido ou de outro. [Mas] sabe, ainda não discutimos isso”.

Termina assim a entrevista de Catarina Martins a Judite Sousa na TVI
Anónimo a 22 de Outubro de 2015 às 22:25
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
às 11H00?
safa, aqui aprende-se pouco, ou mesmo nada!
A loucura anual, para depois ano após ano ficar tu...
Cada um lê aquilo quer e vossemecê não tem nada a ...
E o anonimo(a) das 11:24 leu, senão, leia, é capaz...
Que triste pasmaceira!
Estes não se preocupam com coisa alguma e não se ...
Passaram cinco anos. Mudou governo e administração...
Saudável era a dieta daquele ministro obeso. Os ca...
Ambiente saudável...
podia ter colocado uma foto da sala de macas da ur...
Tal como o cartel dos madeireiros.
e não é para menos! Vamos continuar a rir? Porque ...
Passando agora dos investidores chineses para os e...
Deixa-me rir para tamanho empenho e dedicação ás p...
blogs SAPO