Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"agora não dá jeito, é um mau momento"

“… vivemos cada vez mais sufocados pelo centralismo, incapazes de dar resposta à falta de profissionais de saúde, médicos em particular, fruto de uma estratégia que não é, garantidamente, a melhor e a que melhor serve os interesses e necessidades dos nossos utentes, em que não há tempo, não há espaço nem recursos para planificar a médio e/ou longo prazo, onde todos os dias,uns atrás dos outros, andamos a apagar fogos para que a nossa população não fique privada de um direito fundamental, que é o direito à saúde e que os nossos representantes locais simplesmente viram costas ou se não o fazem, definitivamente não se querem comprometer com uma solução já que ao fazê-lo poderiam estar a melindrar o sectarismo partidário que nos chega de Lisboa!...”

Comentário de Vitor Paixão 25.02.2019 00:44, que pode ler na íntegra aqui.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Reaças são os gajos, e sonsos comó caraças.

  • João Espinho

    @anónimo 15:19 - não me sentiria bem representado ...

  • Anónimo

    Dra, nota-se ainda uma costela do pai...a sua posi...

  • Anónimo

    JE se votássemos nas pessoas que melhor nos poder...

  • Ana Matos Pires

    Acho sempre maravilhosas estas observações sobre a...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds