Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Nov 16

161.JPG

publicado por Zé LG às 00:02
de Luz


libertaste a tua angústia
deixaste que saisse a expressão
da eterna pergunta, do medo:

a vida o que é,
o que somos,
o que vai do que fica?

meu amor feliz me fazes
indagando-me de surpresa,
deixando-me ver teus recônditos.

digo-te querida
somos de luz feitos,
consciência

ao nascer para a vida
se nos encobre a luminosa
essência da alma

o corpo que habitamos
nos tapa os olhos
e cegos tropeçamos
pela vida nossa fora

só pela morte se destapa
a luz de que nos fazemos.
José Frade a 7 de Novembro de 2016 às 08:18
A Morte, ainda que se vislumbre ao fundo, está presente!
Afinal, como dizia Montaigne: "Todos os dias conduzem à morte." Por isso, todos os dias está entre nós.
FGL a 7 de Novembro de 2016 às 14:43
Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Os ranhosos estão sempre presentes.
E os caracóis fazem parte dessa dieta? Fiquei muit...
Promoçãozona(s)...
Então não era Cante, Fado e Petiscos? Agora é Cant...
A luta pelo poder na gestao da agua do Alqueva con...
Trieteza de comentario de um Presidente de Camara....
E os poderes do PS a mostrarem que nada valem!
Um comentário verdadeiramente triste
Vaidades corrosivas, vaidosos perigosos...
Ah , só assim se percebe a destruição que por aí h...
Não "patologizam os lugares", podem, se não forem ...
Digamos que as pessoas com esse distúrbio patologi...
isto tem um nome (que não o torna inimputável e, p...
Gostei demais deste post. Este site d[tem muitos a...
Entretenga de minudências.Respondam ao DOUTOR
blogs SAPO