Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Manuel Narra acusado pelo Ministério Público por “crime de peculato”

Zé LG, 07.04.21

202104062301262027.jpgManuel Narra, é acusado de receber entre 2013 e 2017 ajudas de custo referentes a deslocações em viatura própria para o seu domicílio fiscal na Caparica, quando, segundo a investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária, e agora vertida na acusação, o mesmo residia na Vidigueira e as deslocações efetuadas eram feitas em viatura da autarquia atribuída ao presidente. A acusação é fundamentada com prova documental, nomeadamente a passagem em portagens registadas pelo dispositivo de Via Verde instalado na viatura da autarquia, em datas e horas coincidentes com o registo das requeridas pelo então presidente da autarquia vidigueirense.

“Eu soube que havia um inquérito” no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora “em 2019, quando fui chamado a prestar declarações”, e, “na semana passada, foi deduzida a acusação e eu fui notificado”, explicou Manuel Narra, que foi eleito pela CDU, argumentando que, em 2013, foi “morar para casa dos filhos, na Costa da Caparica” e que era essa a sua “morada fiscal e efetiva”, de onde ia “trabalhar para a Vidigueira”.

António Salvador é o novo administrador-delegado da Somincor

Zé LG, 06.04.21

Antonio-Salvador-Somincor-1024x576.jpgO engenheiro geológico António Salvador, de 54 anos, é desde a passada semana, dia 1 de Abril, o novo administrador-delegado da Somincor, empresa proprietária das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, substituindo no cargo o canadiano Kenneth Norris.
Desde 2015 que desempenhava funções nos Serviços Técnicos da Lundin Mining no Canadá, primeiro como engenheiro de grupo suportando as operações mineiras e, mais recentemente, como diretor de Tecnologia Operacional, adianta a mesma fonte.
Com um percurso profissional de cerca de 25 anos no setor, esta é a terceira passagem de António Salvador pela Somincor, depois de, entre 1992 e 2000, ter exercido funções como chefe do Departamento de Engenharia de Mina e do Departamento de Produção Mina e de, de 2008 a 2015, ter sido diretor de Desenvolvimento de Negócio e Estratégia.

Empresa dona do Zmar entrou em insolvência. O administrador de insolvência diz que pretende reabrir as portas do eco camping resort.

Zé LG, 06.04.21

59165754c1d9be0efdb0a8d5ae353407-754x394.pngO administrador de insolvência diz que o objetivo é voltar a reabrir as portas do eco camping resort. Os credores reúnem-se no dia 27 de abril para decidir o futuro da empresa. A Deco aconselha os consumidores interessados e que disponham de créditos a contactarem o administrador de insolvência através de carta registada ou de correio eletrónico.
O Zmar abriu as portas em 2009, num investimento de 30 milhões de euros e conta com uma extensão de 81 hectares, 280 casas em madeira e um parque aquático com três piscinas, ficando localizado na Herdade A-de-Mateus na estrada entre a Zambujeira do Mar e Vila Nova de Milfontes, mas mais próximo da primeira.

Ministra da Coesão Territorial visita Castro Verde

Zé LG, 06.04.21

202104051006546230.jpgA ministra da Coesão Territorial visita Castro Verde, esta 3ª feira. Trata-se de uma visita para Ana Abrunhosa contatar de perto com os principais projetos concluídos e em curso naquele concelho.
A agenda da ministra inclui uma reunião com o presidente da Câmara Municipal, António José Brito, nos Paços do Município e visitas às novas instalações do Centro de Artes e Viola Campaniça e às obras da futura Residência Autónoma da Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas e Solidariedade Social dos Concelhos de Castro Verde, Ourique e Almodôvar( CERCICOA).
Ana Abrunhosa marca ainda  presença numa Sessão Pública que assinala o final das obras da Rua Morais Sarmento, uma das principais vias comerciais de Castro Verde.

E assim se promove a "coisão" territorial...

Devemos avaliar “quem é que se apresenta às próximas eleições com um projecto para o seu concelho digno desse nome”

Zé LG, 05.04.21

22090050_1519761501451971_2710875557418653958_n.jp«Aquando do 25 de abril de 1974, as infra-estruturas básicas nas povoações do Baixo Alentejo estavam quase todos por fazer. E daí e muito bem, que o objectivo de então dos responsáveis das autarquias foi a sua construção. E digamos, que embora uns concelhos melhor que outros, elas lá foram sendo feitas.
Só que desde então a região mudou radicalmente, sobretudo com o declínio populacional, correndo-se o risco a curto prazo de algumas dessas infraestruturas construídas, já não terem a utilização devida, por não já haver pessoas para tal.
Logo e perante o estado deprimente sob o ponto de vista social e económico em que nos encontramos, os atuais e futuros autarcas, deveriam agora ou já desde há algum tempo pôr em primeiríssimo lugar a construção de zonas industriais e comerciais assim como o estímulo a agentes económicos e empresas com vista à sua instalação local. Como é o caso e muito bem da autarquia de Cuba. E só depois e em segundo lugar, sim, a manutenção e construção de novos equipamentos.
Mas nem todos os atuais autarcas e futuros candidatos assim procedem, antes pelo contrário, como é o caso flagrante de Beja, como aqui tem sido referido.
De modo, que é nosso dever e responsabilidade não nos deixarmos ir na conversa da "obra feita ou por fazer" e verificarmos quem é que se apresenta às próximas eleições e tem e quem não tem um projecto para o seu concelho digno desse nome.»                 Anónimo 04.04.2021, aqui.

“Como estimular a inovação e empreendedorismo na economia do mar?”

Zé LG, 05.04.21

porto_sines_2.pngUma organização da ADRAL e da CCDR Alentejo, pretende estimular a inovação, o empreendedorismo e economia com base no mar. Decorrerá on-line, a 7 de abril, o “Regional Learning Camp” intitulado “Como estimular a inovação e empreendedorismo na economia do mar?” e surge no âmbito do projeto MISTRAL – Mediterranean Innovation Strategy for Transnational Activity of Clusters and Networks of the Blue Grow, cofinanciado por fundos comunitários do programa INTERREGUE MED.

A participação é gratuita, mas a inscrição obrigatória, deve ser feita aqui, até ao dia 5 de abril.

“Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva está em perigo”, alerta a APBA

Zé LG, 05.04.21

Alqueva-cheia-2013_800x800.jpgA Associação de Proprietários e Beneficiários de Alqueva (APBA) afirma que “o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) está em perigo”, porque estão em marcha três possíveis desvios de água da albufeira alentejana:

1- Levar água para o Algarve através de uma captação no Pomarão, que só será viável aumentando a libertação de água das albufeiras de Alqueva e Pedrógão.

2- Permitir a Espanha, aumentar e legalizar a captação ilegal existente no Pomarão. Da forma como as negociações parecem ser conduzidas pelo Ministério do Ambiente, é o que vai acontecer num futuro próximo.

3- Aumentar o volume de água afeto ao Perímetro do Caia, através de uma captação no Guadiana a montante de Alqueva.

Para o presidente da APBA, José Cavaco Rodrigues, ao Governo “não chega atingir os cerca de duzentos mil hectares a regar por Alqueva com o volume de água previsto para os cento e vinte mil hectares inicialmente aprovados”. Já não parece ser relevante para o governo, “garantir a água necessária para o sucesso deste grande projeto nacional e para o sucesso dos investimentos feitos”, deixando no ar a dúvida de que “parece querer mais, sem acautelar os riscos para o sucesso dos investimentos públicos e particulares já realizados”, sustenta. 

Nova fase do desconfinamento “a conta gotas” começa hoje

Zé LG, 05.04.21

Apesar do “RT” estar próximo do 1, todos os outros indicadores – novos casos, internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos e óbitos – têm vindo a descer significativamente em Portugal, o que não está a acontecer noutros países.

fachada.jpg

É neste quadro, que se dá mais um passo na tentativa de regressar “aos bons velhos tempos”, sem COVID-19. Talvez as medidas que virão a ter mais impacto sejam o regresso dos alunos dos 2º e 3º ciclos à Escola e a abertura das esplanadas.

Se todos e cada um fizermos a nossa parte podemos evitar a tão ameaçada quarta vaga. Os mais velhos porque somos os mais gravemente afectados se formos infectados. Os mais novos porque, embora a doença os afecte menos, podem infectar os mais velhos. O governo e as autoridades de Saúde se conseguirem controlar melhor a situação, fazendo o que lhes compete, muitas vezes anunciado e nem sempre concretizado.

Serpa comemora quatro décadas de Cortejo Histórico e Etnográfico

Zé LG, 04.04.21

202103301841126320.jpgSerpa comemora quatro décadas de realização do Cortejo Histórico e Etnográfico. A Câmara de Serpa preparou um conjunto de iniciativas para transmissão dos canais do Município. Com o intuito de recriar a história, tradição, usos e costumes locais refletidos no Cortejo, foi produzido um filme documental, a cargo da Ronda – Associação Cultural, e dirigido pelo encenador serpense João Duarte Costa, divulgado neste domingo de Páscoa e pretende “proporcionar um meio para reflexão em torno da diversidade e identidade cultural, patente nos inúmeros quadros que constituem o Cortejo Histórico e Etnográfico.”

Mecren (ex-MPG) fecha e atira trabalhadores para o desemprego

Zé LG, 04.04.21

MECREN-Empresa_800x800.jpgDezena e meia de trabalhadores do sector metalomecânico foram atirados para o desemprego na sequência de um despedimento coletivo, motivado pelo encerramento da Mecren, Lda, com sede na Estrada Nacional (EN) 121, em Beja. A empresa foi alvo de um processo de execução sumária movida por um banco, face à existência de uma dívida no valor de 1.185.621,59 euros.
Os problemas financeiros da Mecren, lda já não eram novos. Em 15 de março de 2020, foi uma notícia do Lidador Notícias (LN) que revelava que os trabalhadores tinham ordenados em atraso, que “salvou” estes de um despedimento anunciado, mas que viria a ser revertido.

Morreu o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, vítima de covid-19

Zé LG, 04.04.21

AH.pngO presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques, faleceu esta manhã no Hospital de São Teotónio, vítima de complicações respiratórias decorrentes da COVID-19". Estava internado desde dia 10 de Março, cinco dias depois de ter testado positivo.

António Almeida Henriques tinha 59 anos e era Presidente da Câmara Municipal de Viseu desde 2013. "Foi deputado à Assembleia da República, nas IX, X e XI e XII Legislaturas e Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD entre 2005 e 2007 e 2010 e 2011. Entre 2011 e 2013, exerceu funções como Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do XIX Governo Constitucional, liderado por Pedro Passos Coelho”.

À família, à Câmara Municipal de Viseu e ao PSD apresento as minhas condolências.

“Organizem-se”

Zé LG, 04.04.21

202010151132032077.jpg

“Confiança numa democracia repousa sobre um entendimento muito frágil entre os cidadãos e o Estado: ‘Estado, faça a sua parte, eu, cidadão, faço a minha’”, disse o Chefe de Estado alemão acrescentando: “Sei que vós, cidadãos, fazeis a vossa parte nesta crise histórica. [Os cidadãos] fizeram muito e ficaram sem muito’”.

“A vossa expectativa para o Governo é: ‘Organizem-se'”.

Frank-Walter Steinmeier afirma que o país oscilou da autossatisfação com a redução do número de infeções no início da pandemia para o excessivo pessimismo atualmente.

Era este tipo de discurso que se esperava do nosso PR. Tal como se esperava do nosso primeiro-ministro o reconhecimento de erros do governo, como fez Angela Merkel.

“Dois investimentos fundamentais vão arrancar” em Castro Verde, afirma António José Brito

Zé LG, 04.04.21

imgLoader2.ashx.jpgAntónio José Brito, presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, fez o balanço do atual mandato, considerando-o um novo ciclo na gestão autárquica do concelho, “com mais ambição e um olhar moderno para a gestão municipal”. O autarca refere a importância da zona empresarial e a requalificação da escola secundária, “dois investimentos fundamentais que vão arrancar” em Castro Verde, como “caminhos decisivos para rejuvenescer o tecido social e, consequentemente, potenciar domínios como a educação, saúde, juventude, cultura e turismo”.

As “obras” mais emblemáticas deste seu mandato: A Estrada de Santa Bárbara, que dá acesso à Mina de Neves-Corvo. A requalificação da Rua Morais Sarmento. O grande investimento, de meio milhão de euros, no pavilhão desportivo. A construção do Centro de Artes e da Viola Campaniça e a requalificação de todos os parques infantis da vila. Ajudámos muito a paróquia, no processo de requalificação da Basílica Real e foram feitos investimentos significativos na melhoria da rede de águas.

Objetivos que poderão ficar por cumprir: A reabilitação urbana do Largo Vítor Prazeres/Rua António F. Colaço e a construção de um grande parque de estacionamento nessa zona. A criação da Zona Empresarial de Castro Verde e a requalificação da escola secundária.

Os principais desafios do próximo mandato: Uma requalificação, ainda mais ampla, da rede de águas de Castro Verde e das nossas estradas municipais. Concluir e alargar a requalificação urbana na zona antiga de Castro Verde e nas sedes de freguesia. Uma nova creche, moderna e ampla, em Castro Verde. Novas instalações para as extensões de São Marcos da Atabueira e Casével. Ampliar e melhorar muito as condições do serviço de urgência de Castro Verde. O Museu da Feira de Castro e o Centro Futuro.

Ourique vai ter Hotel de 5 estrelas

Zé LG, 03.04.21

Está para breve o início das obras de construção do Hotel de 5 estrelas no concelho de Ourique. Trata-se de um investimento privado que vai nascer na Herdade da Torre Vã.

202103271719177552.pngO edifício principal, datado de 1872, será reabilitado e adaptado. Anexos ao edifício principal, serão aproveitados os antigos edifícios de apoio agrícola.Numa outra área da Herdade, e em estreita relação com construções rurais pré-existentes, serão construídas 10 moradias individuais, as “Casas da Herdade”.

Autarcas independentes ameaçaram criar partido político, a partir 9 de abril, se até essa data não for alterada a lei eleitoral autárquica

Zé LG, 03.04.21

202104011026244418.jpgO anúncio foi feito pela presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, no final de uma reunião de autarcas independentes, que decorreu naquela cidade alentejana.

"Caso assim não seja e não corrijam as injustiças criadas sobre as candidaturas autárquicas independentes, no dia 09 de abril próximo serão dados passos para a recolha de assinaturas e constituição de um novo partido político, assente no respeito pela livre escolha por parte dos cidadãos dos seus representantes", disse.

"A constituição de um novo partido político não é uma escolha nossa. O partido político nasce do imobilismo dos partidos do sistema e da sua intolerância aos movimentos independentes e à livre escolha dos cidadãos", acrescentou.

“As eleições que costumam ser as mais participadas”

Zé LG, 03.04.21

138641673_3725786864154037_6885030219614680244_n.j«2021 é ano de autárquicas. As eleições que costumam ser as mais participadas. As únicas passíveis de concorrerem movimentos independentes dos partidos políticos. E, por isso, as que mais perturbam os que entendem serem detentores da sabedoria e da organização, os capazes de dirigirem os destinos dos indivíduos, da comunidade, do país.

Desde março do ano passado que as atenções se concentram na pandemia. Sobre a sua propagação, testagem e vacinação. Quando o foco se afasta há que alimentar a bipolarização, fomentando a discórdia e potenciando a agressividade.

Enquanto se investe no medo, a classe política vai continuando a trabalhar para garantir o seu poder. Exemplo disso é a aprovação (pelo PS e PSD), em julho último, de alterações à Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais, que dificultam as candidaturas de movimentos de cidadãos.»

Sónia Calvário, aqui.